Salvador
26°
nuvens dispersas
umidade: 69%
vento: 4m/s LSL
Máx 25 • Mín 24
Weather from OpenWeatherMap

Anemia falciforme é a doença hereditária que mais atinge brasileiros

Quando algo está errado com seu sangue, toda a sua saúde pode ser afetada. O diagnóstico precoce é fundamental na luta contra doenças, como a anemia falciforme, hemofilia e talassemia. Para falar sobre essas patologias genéticas e sobre a importância da doação de sangue e medula óssea, o VIVA BEM recebeu hoje o hematologista e diretor-geral da Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (HEMOBA) Dr. Marinho Marques.

A anemia falciforme foi um dos assuntos do programa de hoje. Trata-se da doença hereditária mais recorrente em todo o país. Ela provoca deformação das hemácias (glóbulos vermelhos) que, em condições saudáveis, possuem formato bastante maleável. No sangue destes pacientes, as hemácias assumem formato de foice e ficam enrijecidas, dificultando a passagem adequada pelos vasos sanguíneos. Com a passagem dificultada, aumenta a propensão ao entupimento dos vasos, o que pode levar à necrose – estado de morte de tecidos ou órgãos.

De acordo com Marinho, “é muito importante que o tratamento da anemia falciforme seja feito com uma equipe multidisciplinar. Por ser uma doença que possui diversos sintomas e afeta alguns órgãos, é preciso de não apenas um hematologista, mas também outros profissionais, como ortopedista, oftalmologista e até mesmo psicólogo”.

A doação de sangue também foi pauta do VIVA BEM desta terça-feira (3). Aproveitando o serviço de coleta de sangue que está sendo realizado na Estação da Lapa, Tainã Gama chamou a atenção para a importância desse verdadeiro ato de solidariedade. Segundo Marinho, “o processo é simples, seguro e normalmente dura em torno de 30 minutos. Basta ir até um dos nossos postos com um documento de identidade original, realizar alguns exames e a doação poderá ser feita”.

Você pode conferir o VIVA BEM desta terça-feira na íntegra clicando aqui!

VIVA BEM vai ao ar de segunda à sexta-feira, às 16h, na Rádio Sociedade da Bahia. Você também pode participar do nosso programa pelo Facebook e Instagram. Faça a sua pergunta através do telefone (71) 3486 3201 ou pelo WhatsApp (71) 9 9656-1025.

Comentar

%d blogueiros gostam disto: