Salvador
29°
céu pouco nublado
humidity: 66%
wind: 4m/s ESE
H 28 • L 28
Weather from OpenWeatherMap

Regulamentação de apps de transporte é destaque em debate da Rádio Sociedade

Foto: Silvana Oliveira

Espaço livre, democrático e aberto, além de ânimos acirrados, marcou o debate sobre a regulamentação dos aplicativos de transporte realizado pela Rádio Sociedade na manhã desta quarta-feira (03), como parte das comemorações dos 95 anos da Rádio Sociedade. O debate contou com a presença dos vereadores Kiki Bispo (PTB) e Hélio Ferreira (PCdoB), o secretário municipal de mobilidade, Fábio Mota, os representantes dos taxistas, João Adorno, e dos aplicativos, Átila Santana. O apresentador Adelson Carvalho mediou o encontro.

O centro da discussão foi o polêmico projeto da regulamentação dos transportes por aplicativo que está tramitando na Câmara Municipal de Salvador. O presidente do sindicato dos transportes por aplicativo, Átila Santana definiu o projeto como ‘esdrúxulo’. “Não dá para levar a sério um projeto que pretende deixar 21 mil motoristas sem emprego, sendo que cada vez mais o desemprego aumenta”, enfatiza.

João Adorno e Átila Santana protagonizaram momentos de muitos embates, já que as duas categorias são as mais interessadas com a aprovação do projeto. De acordo com Santana, os aplicativos prestam um serviços que os taxistas “nunca prestaram na história da cidade”. “Os aplicativos atendem a população com um preço justo, e chega nas comunidades, coisa que os táxis nunca fizeram”, acrescenta.

O representantes dos taxistas, João Adorno rebateu e ainda afirmou que os motoristas de aplicativo não pagam as taxas que os taxistas pagam. “Nós pagamos taxas, e impostos, e infelizmente os aplicativos ainda não pagam. Precisamos dessa regulamentação para que as coisas pelo menos fiquem mais justas para as duas categorias”, ressalta.

No lado do executivo municipal, o secretário de mobilidade Fábio Mota, defende a regulamentação na íntegra. “Fizemos várias audiências públicas, incluindo para motoristas de aplicativos, e enviamos uma proposta que pretende ser igualitária para as duas categorias. O projeto original sofreu muitas mudanças na Câmara Municipal”, explica.

Tramitação – De acordo com o vereador Kiki Bispo, a proposta já foi aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara de Salvador, e agora o projeto segue para a Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização. “Faço parte desta comissão, e espero que possamos debater este assunto da maneira mais clara possível, porque este assunto é de extrema relevância para sociedade”, pontua Kiki.

Após aprovação na Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização, o projeto da regulamentação segue para a Comissão de Transporte. O representante da comissão, o vereador Hélio Ferreira pretende discutir o assunto com a sociedade.”Pretendo realizar muitas audiências públicas para discutir o projeto, para que possamos colocar em votação a melhor proposta possível, tanto para aplicativos, quanto para taxistas, e o mais importante, que a regulamentação seja boa também para os usuários”, conta Hélio.