Salvador
27°
algumas nuvens
umidade: 74%
vento: 4m/s L
Máx 27 • Mín 27
Weather from OpenWeatherMap

MP aciona a Unimed por redução ilegal da rede de credenciados

(Foto: Divulgação)

As operadoras de planos de saúde Unimed Norte/ Nordeste (NNE) e a Central Nacional Unimed são acusadas de violar o Código de Defesa do Consumidor pelo Ministério Público. De acordo com informações da MP, as operadoras reduziram de forma ilegal a prestação de serviços oferecidos aos usuários.

Segundo a ação civil pública, a Unimed descredenciou da rede os hospitais da Bahia, Português, Santa Izabel, Cardiopulmonar e São Rafael além dos estabelecimentos clínicos e laboratoriais Imagem Memorial, Laboratório Leme, entre outros, e não comunicaram previamente aos clientes sobre as mudanças.

De acordo com a promotora Joseane Suzarte, a Unimed NNE continuou a oferecer aos usuários planos de saúde com base na rede de prestadores de 2014, o que criou “falsas expectativas” nos clientes.  A Agência Nacional de Saúde (ANS) também foi acionada por omissão das irregularidades.

O MP solicita a Justiça, uma liminar para que Unimed realize o recredenciamento com os hospitais e clínicas e que não reduza ou altere a rede sem comunicar à ANS e aos usuários previamente. Além da indenização aos consumidores em decorrência das práticas abusivas, com restituição em dobro dos valores pagos pelos usuários em razão da negativa de realização de procedimentos, exames e consultas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *