°
Weather from OpenWeatherMap

PLANSERV: serviço de anestesia será cobrado a partir de segunda

Beneficiários do Planserv não poderão contar com serviços de atendimento anestésico, a partir da próxima segunda-feira (7).

Em nota, a Cooperativa dos Médicos Anestesiologistas da Bahia (Coopanest-BA), informou que o motivo do rompimento são pendências contratuais e que, na próxima semana  os serviços médicos de anestesiologia passam a ser negociados e cobrados previamente pelos médicos diretamente dos pacientes.

Ainda segundo a cooperativa, ficam excluídos os procedimentos de urgência e emergência, que serão realizados independentemente de qualquer pagamento ou depósito prévio, sendo cobrados após o atendimento, assim como os procedimentos cirúrgicos já previamente agendados e cuja consulta pré-anestésica já tenha sido realizada, para os quais não haverá cobrança de honorários particulares.

Nota da Coopanest-BA na íntegra:

Nota de Esclarecimento 2019 COOPANEST_BA (1)

 

Posicionamento do plano

Na última sexta-feira (4), o Planserv  anunciou que vai ao Ministério Público Estadual (MPE) para negociar a interrupção do serviço de anestesia e o pedido de reajuste. Além disso, em nota, plano de saúde ressaltou que a cooperativa solicitou um reajuste de 40%, que representa R$ 12 milhões anuais aos cofres públicos. E que, conforme compromisso firmado em outubro do ano passado, em reunião intermediada pelo Ministério Público do Estado (MPE), o Planserv tem até o final deste mês para apresentar uma posição em relação à pauta da cooperativa.

“É importante salientar que a assistência sempre manteve aberto o diálogo com a entidade, no sentido de encontrar uma solução para evitar a interrupção dos serviços aos beneficiários. O Planserv informa que sempre adotará medidas para assegurar o atendimento aos beneficiários”, informou o Planserv, por meio da assessoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *