Salvador
26°
nuvens quebrados
umidade: 78%
vento: 7m/s LSL
Máx 25 • Mín 25
Weather from OpenWeatherMap

Fábio Mota sobre integração: “Salvador optou por ter o metrô”

Nesta quarta-feira (09) de manifestação de um grupo de rodoviários no Terminal Acesso Norte, o secretario de mobilidade de Salvador, Fabio Mota, foi o entrevistado do programa Sociedade Urgente, da Rádio Sociedade da Bahia. Em pauta o transporte clandestino, o cadastro de mototaxistas, a reestruturação das linhas de ônibus e o projeto do BRT.

Projeto do BRT

A construção de vias exclusivas para ônibus articulados entre a Estação da Lapa e o Iguatemi tem causado muita discussão entre os moradores da extensão do projeto e a prefeitura. Fabio Mota defende o projeto: “O BRT de Salvador não é baseado exclusivamente em transporte público, é um grande projeto de mobilidade e infraestrutura”, defendeu.

De acordo com Mota a obra resolverá alguns problemas históricos da Lucaia como os alagamentos. “O projeto prevê a construção de viadutos e elevados que melhorarão o transporte público como um todo”, afirmou.

Integração

Uma das maiores reclamações dos usuários, a integração para Fabio “É uma mudança de paradigma”, e afirma: “Salvador optou por ter o metrô como o principal modal de transporte, e quando fez essa opção tudo passou a acontecer para viabilizar o metrô”, afirmou.

O secretário explicou que foi feita pela Semob uma série de estudos para que o sistema funcione como uma rede. Para isso, de acordo com Mota, foi ampliado o número de postos de recarga do Salvador Card e criado o Bilhete Único, onde o cidadão pode fazer integração ônibus-ônibus e ônibus-metrô-ônibus e ônibus-metrô pagando uma passagem.

Ele ainda declarou que antes de executar a reestruturação das linhas foram integradas todas as linhas ao metrô.

Transporte Clandestino

As vans que fazem transporte clandestino em várias áreas da cidade não podem ser fiscalizadas pela Semob. De acordo com Fábio Mota isso acontece por força de uma liminar, concedida pela justiça, que impede o poder público de executar a fiscalização e a devida remoção de veículos ao pátio da Transalvador. Na cidade existem 4 cooperativas que se concentram no Subúrbio, Pau Miúdo e Fazenda Grande do Retiro.

Cadastro de Mototaxistas

Termina no próximo dia 30 de junho o prazo para os mototaxistas, que ainda não se regularizaram junto a prefeitura, para se cadastrar no órgão. A regularização é obrigatória para os trabalhadores que pretendem continuar fazer o transporte por moto. Os interessados devem comparecer a Coordenadoria de Taxis e Transportes Especiais (Cotae), no Vale dos Barris. Após o dia 30, quando termina o período educativo, os mototaxistas não credenciados passarão ser fiscalizados.

 

Ouça a entrevista:

 

Comentar

%d blogueiros gostam disto: