Salvador
24°
nuvens dispersas
humidity: 78%
wind: 5m/s SE
H 26 • L 24
Weather from OpenWeatherMap

Última semana de Janot à frente da PGR deve esquentar clima em Brasília

Na última semana de Rodrigo Janot à frente da Procuradoria Geral da República (PGR), a Polícia Federal (PF) cumpre mandados de busca e apreensão na casa do ex-procurador Marcelo Miller, no Rio de Janeiro. O nome de Miller aparece em áudios de conversas entre Joesley Batista e Ricardo Saud, representantes do grupo J&F, presos neste domingo (10). Por indícios de entrega parcial de informações e de provas, o acordo de delação premiada  foi revisto e eles devem ser transferidos para Brasília nesta segunda-feira (11).  Nesse mesmo processo, a Procuradoria pedia a prisão de Miller, que foi negada pelo ministro Edson Fachin, do STF. Segundo ele, por enquanto, o ex-procurador não oferece risco ao processo.

Ainda antes de se despedir da PGR e entregar o órgão a sua sucessora, Raquel Dodge, Janot deve tomar algumas medidas. Nos próximos dias, ele deve apresentar uma nova denúncia contra o presidente Michel Temer por obstrução da justiça, baseada nas delações da J&F, proprietária da Friboi,  e nas delações do doleiro do PMDB, Lúcio Funaro.

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI), criada para investigar o grupo, se reúne amanhã (12) no Congresso. Senadores e deputados devem decidir quem será o relator da comissão. O mais cotado é um dos principais defensores de Michel Temer, Carlos Marun (PMDB). O nome dele figura entre a tropa de choque do presidente na Câmara.

Ainda nesta semana, o ex-presidente Lula prestará depoimento ao juiz Sérgio Moro, em Curitiba. Lula será ouvido pela Justiça Federal nesta terça-feira (12) pela ação em que é réu por suposto recebimento de propinas da Odebrecht. Na semana passada o principal aliado do petista, Antônio Palocci, acusou Lula de receber valores da empresa.

Colaborou o correspondente da rádio Sociedade da Bahia em Brasília, Jáfer Araújo. 

Comentar

%d blogueiros gostam disto: