Salvador
28°
algumas nuvens
umidade: 65%
vento: 7m/s L
Máx 28 • Mín 26
Weather from OpenWeatherMap

ENTREVISTA: grupo estuda lançar neto de Maracajá para presidente do Bahia

Ano de eleições no Bahia e claro, os grupos políticos começam a se articular e acirram a disputa para dezembro. Ainda é setembro, mas o clima não poderia ser outro, a não o de especular possíveis candidatos à presidência do clube. O mandato de Marcelo Sant’Anna, atual presidente e eleito para o triênio 2015-2017, termina em dezembro.

A coluna De Chapa do site Bahia Notícias divulgou nesta segunda-feira (11) o nome de um possível adversário para a disputa do pleito. Marcelo Sant’Ana ainda não confirmou se será candidato a reeleição, mas já surge um adversário nas urnas: Ricardo Maracajá. O projeto do Grupo Nova Ordem (NOT) era prepará-lo para as eleições de 2020, mas conselheiros e sócios do clube pedem para que a candidatura seja antecipada já para estas eleições.

Ricardo é integrante e um dos fundadores do grupo Nova Ordem Tricolor desde 2014, oposição à atual diretoria. No mesmo ano de fundado, a NOT lançou para disputar o cargo de presidente, o candidato Marco Costa, que obteve apenas 243 votos. O sobrenome é bastante conhecido por parte da torcida Tricolor, isso porque ele é neto de Paulo Maracajá, ex-presidente do clube por décadas – entre 1979 e 1994.

Aos 28 anos, o também advogado Ricardo Maracajá, se candidato e eleito, pode se tornar o presidente mais jovem de um clube de futebol no Brasil. Além de advogado, atualmente ele é Procurador Geral do Município de Santa Bárbara, interior do estado da Bahia. As eleições só acontecem em dezembro, mas o Sociedade Online bateu um papo com ele para conhecer as ideias e saber o por que da possível candidatura já nas eleições de 2017. Confira na íntegra:

1 – Seu nome surge como um possível candidato à presidência do Bahia. Procede? Se sim, o que influenciou na decisão de concorrer ao pleito em dezembro?

RM: Ainda não há decisão sobre isso. O planejamento da NOT é para ter candidatura em 2020 e venho me preparando para ser opção. Alguns amigos, conselheiros e sócios descontentes com o momento do clube pedem para que eu antecipe meus planos, mas não há ainda definição sobre.

2 – Se candidato e eleito, quais são os planos e estratégias para o clube?

RM: A NOT tem um plano de gestão que reflete a base das ações que queremos tomar no clube. Ele foi concebido em 2014, quando da criação do grupo e está sendo aprimorado. Em breve será disponibilizado no nosso site.

3 – Preparado para concorrer com Marcelo Sant’Anna?

RM: A torcida não espera que eu esteja preparado para competir com Sant’Anna. Na verdade, ela deseja que eu esteja preparado para dirigir o clube. Se a pergunta for nesse sentido, sim, estou. Venho me preparando há algum tempo.

4 – Como você avalia todo o trabalho da atual gestão?

RM: A gestão buscou fazer o melhor possível, mas tomou decisões erradas sobretudo na alocação de recursos e no departamento de futebol. Os resultados falam por si.

5 – O que a torcida pode esperar de você como presidente?

RM: Alguém aguerrido e apaixonado pelo clube, que brigará para o Bahia ter sucesso dentro e fora do campo. Com objetivo de estabelecer um planejamento a longo prazo, formando uma base para um clube vencedor que vai transcender meu mandato. Voltando a conquistar títulos nacionais e disputar campeonatos internacionais, resgatando o orgulho do torcedor e o respeito nacional.

Comentar

%d blogueiros gostam disto: