Salvador
28°
nuvens dispersas
umidade: 58%
vento: 6m/s LSL
Máx 28 • Mín 26
Weather from OpenWeatherMap

Turquia alerta cidadãos sobre risco de detenção ao viajar aos EUA

A Turquia avisou nesta sexta-feira seus cidadãos sobre os perigos de viajar aos Estados Unidos, como ataques terroristas e detenções sem justificativa, em represália a um alerta similar feito por Washington aos americanos que pretendem viajar ao país euroasiático.

“Os cidadãos turcos, incluídos os que têm cargos públicos e viajam para EUA em uma função oficial, podem estar sujeitos a detenções arbitrárias baseadas em declarações de fontes sem credibilidade”, diz um comunicado do Ministério turco de Relações Exteriores.

Esta advertência foi feita dois dias depois de o Departamento de Estado dos EUA fazer um alerta aos seus cidadãos sobre viajar à Turquia pelo perigo de ataques terroristas e detenções arbitrárias.

Ainda que não nomeie, o comunicado turco parece fazer alusão à detenção do banqueiro turco Hakan Atilla, que foi julgado em Nova York por uma suposta trama fraudulenta destinada a evitar as sanções contra o Irã nos anos 2011-2012.

O Governo turco denunciou que este julgamento é realizado sob pressão do clérigo turco Fethullah Gülen, até 2013 aliado do Executivo e desde então inimigo, cujo grupo Ancara define com as siglas FETÖ.

“Nos julgamentos iniciados contra os nossos cidadãos, podem ser emitidas decisões judiciais que deem credibilidade às calúnias e declarações falsas, fabricadas de antemão, de testemunhas que são membros ou simpatizantes da organização terrorista FETÖ”, adverte o comunicado do ministério turco.

Além disso, a nota lembra o aumento de “ataques terroristas e fatos violentos” nos Estados Unidos.

“Segue sendo provável que centros de cidade, atividades culturais, estações de metrô, edifícios públicos, locais de oração e até campus de colégios sejam alvo de atos terroristas armados ou com bombas ou de ataques com veículos contra uma multidão”, adverte.

A nota cita ocorrências em Ohio, Fort Lauderdale, Minnesota, Texas, Charlotteville e Nova York para recomendar aos viajantes turcos que tomem “precauções” ao viajar aos Estados Unidos.

As relações entre Turquia e EUA se deterioraram desde o fracassado golpe de Estado de julho 2016 e recentemente parecia ter ficado para trás uma crise diplomática que ocasionou a cessação da emissão de vistos de EUA na Turquia após a detenção de um funcionário turco da legação diplomática.

A Turquia pede há 18 meses a extradição de Gülen, residente nos EUA, mas a Justiça americana considera que a solicitação de Ancara não tem suficientes provas da suposta atividade delitiva do clérigo.

Fonte: Agência EFE

Comentar

%d blogueiros gostam disto: