Salvador
28°
nuvens dispersas
umidade: 74%
vento: 5m/s LSL
Máx 28 • Mín 26
Weather from OpenWeatherMap

Dono e comandante da Cavalo Marinho I se tornam réus

O proprietário da empresa CL Transporte Marítimo, Lívio Garcia Galvão Júnior, e o comandante da embarcação, Osvaldo Coelho Barreto, passaram a ser réus por conta do Tribunal de Justiça do Estado(TJ-BA) ter aceitado a denúncia feita pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) pelo acidente com a lancha Cavalo Marinho I, em Mar Grande. Desde já, eles já foram notificados da decisão e devem apresentar defesa.

Os dois foram denunciados por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, e lesão corporal culposa. O acidente, que aconteceu em agosto do ano passado, deixou 19 passageiros mortos e 54 feridos. Conforme o MP, a denúncia foi baseada no inquérito policial realizado pela Delegacia de Vera Cruz.

Conforme a solicitação, o comandante e o proprietário são acusados de agir com “imprudência e imperícia”. Galvão é acusado de permitir e realizar uma reforma na lancha, mesmo sem possuir habilidades técnicas para tal. Já Barreto é responsabilizado por não ter suspendido a travessia por conta das “condições climáticas adversas”.

O inquérito policial também havia sido concluído no sentido de culpar o engenheiro Henrique José Caribé Ribeiro, no entanto, promotor de Justiça responsável pela denúncia, Ubirajara Fadigas, entendeu que ele não deveria ser indiciado. “O laudo de exame pericial Direto da Marinha emitido em 2017, indicam inexistirem indícios de ato praticado com imperícia, negligência ou imprudência, por parte dele, que houvesse de qualquer modo, concorrido para o acidente”, afirmou.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *