Salvador
28°
algumas nuvens
umidade: 65%
vento: 6m/s LSL
Máx 28 • Mín 28
Weather from OpenWeatherMap

Prefeitura faz balanço do carnaval de Salvador; confira

O Carnaval de Salvador chegou ao fim . Foram 186 trios sem cordas e mais de 250 atrações gratuitas nos bairros e palcos temáticos instalados em diversos cantos da cidade. Segundo a Prefeitura de Salvado,r diariamente 1,8 milhão de pessoas caíram na folia só na pipoca. Se somar camarotes mais blocos com cordas, esse número chega a 2 milhões de pessoas, de acordo com os cálculos da Saltur, com 750 apresentações em todos os circuitos oficiais.

Confira o Balanço feito pela prefeitura

SEMOB

A operação das 140 linhas de ônibus que circularam 24h se deu a contento. A programação estabelecida pela Secretaria Municipal de Mobilidade supriu a demanda da festa. Foram transportados nos seis dias de folia 4.778.980  pessoas no sistema convencional de ônibus da Cidade. Já nos veículos do sistema complementar, foram transportadas 189.213 pessoas.  Cerca de 535 mil pessoas utilizaram o serviço da linha gratuita, Lapa-Calabar.

Quem optou pelo táxi como transporte contou com excelente oferta de veículos no circuito e mais de 200 mil foliões utilizaram o serviço. Foram realizadas 320 abordagens aos motoristas de táxis, com 31 taxistas autuados, 53 recusas de passageiros e 22 cobranças fora do taxímetro. Já os mototaxistas, primeiro Carnaval regulamentados, transportaram 60 mil passageiros. O Elevador Lacerda, que operou gratuitamente durante a festa Momesca, transportou 224 mil pessoas. Já o Plano Inclinado Liberdade / Calçada, 38.215 pessoas.

 

TRANSALVADOR

A Transalvador ampliou a fiscalização do trânsito no período do Carnaval, autuando 7.879 veículos por infrações de trânsito, entre quinta-feira (8) e Quarta-Feira de Cinzas (14). O número é 17,5% maior que as notificações no mesmo período do ano passado. Nenhuma morte por acidente de trânsito foi registrada este ano. Em 2017, três pessoas morreram por acidentes ocorridos durante a festa, duas delas após cerca de um mês hospitalizadas. Ao todo, 636 veículos foram removidos pela Transalvador no Carnaval 2018.

 

Faixa exclusiva – A Transalvador notificou 1.404 veículos que acessaram irregularmente a faixa exclusiva para transporte público montada na Av. Centenário durante o Carnaval. Ao todo, 7.466 ônibus, táxis e mototáxis acessaram a via no período. A operação teve o objetivo de estimular o uso do transporte público nos dias de folia, ampliando a mobilidade no entorno dos circuitos do Carnaval. Os motoristas eram orientados por banners e painéis eletrônicos, além de monitores e agentes de trânsito.

 

Durante a folia, os acessos irregulares foram caindo, tendo seu pico na noite de sexta, com 420 notificações, e redução para 182 notificações na última noite da folia. Fabrizzio Muller, superintendente, acredita que o estímulo ao uso de transporte público no período deu resultado com reflexo positivo no trânsito. “As pessoas estão indo mais de táxi e mototáxis. Existe uma mudança no comportamento dos foliões em relação a ir para o Carnaval com carro particular”, disse. A fluidez do trânsito nas avenidas Centenário e Garibaldi melhorou em relação ao Carnaval do ano passado.

 

Balanço – Operação de trânsito – comparativo 2018 / 2017

 

Notificações (todas as infrações)

 

2018 – 7.879

 

2017 – 6.701

 

Veículos removidos

 

2018 – 636

 

2017 – 603

 

Acidentes

 

Acidentes com vítimas

 

2018 – 56

 

2017 – 48

 

Feridos

 

2018 – 65

 

2017 – 52

 

Mortes

 

2018 – 00

 

2017 – 03

 

Lei Seca de rotina

 

Abordagens

 

2018 – 2.546

 

2017 – 2.031

 

Autuações

 

2018 – 346

 

2017 – 303

 

Levados à delegacia por alto teor alcoólico configurando crime de trânsito

 

2018 – 1

 

2017 – 1

 

CNH recolhidas

 

2018 – 324

 

2017 – 268

 

Lei Seca condutores profissionais

 

Abordagens

 

2018 – 3.970

 

2017 – 4.080

 

Autuações

 

2018 – 0

 

2017 – 0

 

Abordagens a:

 

  • Táxis

 

2018 – 1.410

 

2017 – 1.203

 

  • Ônibus

 

2018 – 964

 

2017 – 768

 

  • Motoristas PMS

 

2018 – 1.503

 

2017 – 2.109

 

  • Mototáxis

 

2018 – 93

 

2017 – 0

 

 

 

GUARDA CIVIL MUNICIPAL

 

Garantir a execução dos serviços públicos municipais durante toda a folia, colaborar com as ações de segurança para o folião, através do patrulhamento preventivo, desenvolver ações preventivas visando preservar crianças, além de contribuir com a alegria da folia, através de apresentações com a Banda de Música do órgão. Este foi o papel desempenhado pela Guarda Civil Municipal de Salvador no Carnaval de 2018.

 

Durante as ações desenvolvidas pelo órgão neste Carnaval, foram contabilizados, através do Núcleo de Estatísticas da GCM, 477 atendimentos, o que representou uma redução de 45,6%, em relação ao ano anterior (877). Nas ações em apoio à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), foi registrada a apreensão de 1.528 objetos perfurocortantes, havendo um aumento 58,2% no comparativo a 2017 (966). O órgão contabilizou em todo o Carnaval de 2018, 32 ocorrências, representando um aumento de 14,3%, em relação ao mesmo período anterior (28).

 

Banda de Música

 

Outra atividade desenvolvida pela Guarda Civil foi a partir da Banda de Música, que realizou no período da folia 14 apresentações, em locais dentro e fora do circuito, através de uma proposta de apresentações itinerantes.  A Banda levou alegria e músicas que trouxeram um repertório variado do axé, até as marchinhas dos antigos Carnavais. As ações foram realizas em parques públicos, casas de acolhimento, unidades de saúde, camarote dos idosos, dentre outros.

 

Identificação de crianças

 

Durante as ações no Carnaval, a Guarda Civil identificou um total de 30.610 crianças, com pulseiras contendo dados como o nome da criança, dos pais ou responsáveis e telefone para contato, além da distribuição de 12 mil panfletos com dicas de segurança e o encaminhamento ao conselho tutelar de 44 crianças, em risco de vulnerabilidade.

 

Documentos recolhidos

 

Durante todo Carnaval foram recolhidos 463 documentos para a Base da GCM, que representou uma redução de 4,1% em relação ao mesmo período da festa anterior, quando foram recolhidos 483 itens. O folião pode acessar o site da instituição (www.gcm.salvador.ba.gov.br), e verificar se o nome consta na lista de documentos perdidos. Com a confirmação, deve se dirigir a sede do órgão, na Avenida San Martin, das 9h às 16h, de segunda a sexta, em posse de um documento original com foto, ou boletim de ocorrência para fazer a retirada.

 

Dados da atuação da Guarda Civil na Operação Carnaval 2018

 

477 atendimentos;

 

32 ocorrências;

 

1.528 objetos com potencial de arma branca;

 

463 documentos recolhidos;

 

30.610 crianças identificadas;

 

12 mil panfletos com dicas de segurança, distribuídos nos circuitos;

 

44 crianças em situação de vulnerabilidade foram encaminhadas ao Conselho Tutelar;

 

14 apresentações itinerantes da Banda da Guarda Civil Municipal.

SALVAMAR

 

Terça-feira, 13/02

22 ocorrências de pré-afogamentos: 10 na Barra; 12 em Ondina.

 

– Total Carnaval 2018: 129

– Total Carnaval 2017: 152

 

Em todos os dias de Carnaval, a Salvamar atuou com 50 agentes, em plantão 24 horas em seis postos montados nas areias entre as praias da Barra e Ondina.

SMPJ

 

Quatro Centros de Convivência instalados pela Secretaria Municipal de Política para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) atuaram para receber filhos de ambulantes e crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social: Escola Senhor do Bonfim, nos Barris, que recebeu crianças até seis anos de vida; Escola Estadual Teixeira de Freitas, em Nazaré, com capacidade para atender jovens de 7 a 17 anos; Escola Municipal Casa da Amizade, em Ondina, voltado para crianças entre 0 e 6 anos; e Escola Municipal Oswaldo Cruz, no Rio Vermelho, direcionada para a faixa etária entre 7 a 17 anos.

 

Foram 373 acolhimentos de crianças e jovens entre 0 e menores de 18, um aumento de 120 vagas em relação ao carnaval do ano passado, quando foram acolhidas 278 em 280 vagas nos quatro centros. Cada um teve capacidade para receber até 100 crianças e jovens, portanto, 400 vagas. As unidades ofereceram seis refeições diárias, banho, recreação e oficina cultural. Os espaços contaram com uma equipe multidisciplinar, formada por 250 profissionais entre psicólogos, assistentes sociais, pedagogos, educadores e bombeiro.

 

Quinta

Total 137

60 meninos e 77 meninas

 

Sexta

Total 292

111 meninos e 112 meninas

 

Sábado

Total 329

164 meninos e 165 meninas

 

Domingo

Total 330

170 meninos e 160 meninas

 

Segunda

Total 324

165 meninos e 159 meninas

 

Terça

Total 244

119 meninos e 117 meninas

Os números na terça diminuem porque com o fim do carnaval as famílias vão retirando as crianças e voltando pra casa.

 

Foto: Prefeitura de Salvador

Comentar

%d blogueiros gostam disto: