Salvador
29°
nuvens dispersas
umidade: 62%
vento: 5m/s SL
Máx 27 • Mín 25
Weather from OpenWeatherMap

Mobilização nacional é contra a privatização da Eletrobras

A Federação Nacional dos Urbanitários (FNU) e o Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE) coordenam hoje (16) uma paralisação de 24 horas em unidades do setor elétrico de todo o país. A mobilização é contra a privatização da Eletrobras.

A desestatização passaria para a esfera privada o controle acionário de distribuidoras de energia do Acre, Alagoas, Amazonas, Piauí, Rondônia e Roraima.  Atualmente, seis distribuidoras somam R$ 11,2 bilhões em dívidas.

A pauta de desestatização do setor energético, considerada prioritária pelo governo Michel Temer, tem sofrido resistência no Congresso, tanto por parlamentares da oposição como de aliados.

Segundo o vice-presidente da FNU, Nailor Gato, a paralisação, que conta com uma adesão de 90% dos funcionários do sistema Eletrobras, não irá prejudicar a população, que terá mantidos os serviços essenciais, como a geração, a distribuição e a transmissão da energia.

Segundo Nailor Gato, a privatização trará mais desigualdade social. “A privatização significa a entrega do patrimônio público à iniciativa privada. A gente sabe que vai quadruplicar o preço de uma tarifa que já é cara e injusta”, disse Gato, acrescentando que a parte mais pobre da população, que não puder arcar com as altas tarifas, ficará desassistida. “O capital investe e quer uma contrapartida. Vai controlar rios e, quando não estiver mais dando lucro, vai privatizar o rio”, afirmou.

Comentar

%d blogueiros gostam disto: