Salvador
26°
nuvens dispersas
umidade: 74%
vento: 5m/s LSL
Máx 26 • Mín 24
Weather from OpenWeatherMap

Caixa : crédito habitacional 2018 possui cerca de R$ 82 bilhões

Foto: divulgação

Mesmo com juros mais baixos, a decisão de comprar um imóvel requer planejamento. O economista Gustavo Casseb Pessoti sinaliza a importância de se avaliar as propostas de financiamento, os juros sem esquecer gastos fixos e das dívidas já existente em cada orçamento.

Segundo o economista, economizar para dar uma boa entrada também é uma boa saída para quem quer economizar. “Fazer uma poupança ou qualquer aplicação financeira vale muito a pena. Quanto maior a entrada, menor as taxas de juros, o que dá um alívio nas parcelas”.

Ainda de acordo com Gustavo Pessoti, quem quer comprar para investir tem que tomar cuidados extras para que, no futuro, o valor investido no imóvel seja recuperado. “Ele é um investimento. Outros minis investimentos precisam ser feitos nele para que seu patrimônio continue preservado. Tenha ciência também da localidade onde você está comprando seu imóvel”.

Usados

Além da redução de juros, a Caixa aumentou o limite para financiar imóveis usados de 50% para 70%. O banco também retomou o financiamento de operações de interveniente quitante (imóveis com produção financiada por outros bancos) com cota de até 70%.

Liderança

Apesar de ainda concentrar 69% dos financiamentos imobiliários no país, a participação da Caixa neste segmento diminuiu, segundo dados da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip).

Em novembro de 2017, o Itaú, seguido do Santander e do Bradesco foram os bancos que mais emprestaram na linha SBPE naquele mês. A Caixa, que até outubro do mesmo ano era a líder, caiu para a quarta posição.

Em fevereiro de 2018, o banco ficou em segundo lugar, direcionando R$ 783 milhões para esse tipo de financiamento imobiliário, só atrás do Bradesco, com R$ 1 bilhão. Todos os empréstimos da linha somaram R$ 43,1 bilhões em 2017.

Comentar

%d blogueiros gostam disto: