Salvador
26°
nuvens dispersas
humidity: 65%
wind: 6m/s SE
H 26 • L 26
Weather from OpenWeatherMap

Presidência da República nega pagamento de propina por silêncio

Na noite desta quarta-feira (17), manifestações acontecem em Brasília e São Paulo após revelação de que presidente teria dado aval ao pagamento pelo silêncio de Eduardo Cunha. Em frente ao Palácio do Planalto, a polícia usou spray de pimenta para dispersar manifestantes.

Temer esteve reunido hoje,  com governadores da Região Nordeste. O encontro terminou às 19h50. Após a divulgação da reportagem, o presidente iniciou uma reunião com os ministros Antônio Imbassahy, da Secretaria de Governo; Eliseu Padilha, da Casa Civil; Moreira Franco, da Secretaria-Geral da Presidência da República, .

Também estiveram presentes assessores da Secretaria de Comunicação da Presidência. A nota do Planalto foi enviada à imprensa cerca de uma hora e meia após o início da reunião no terceiro andar do Planalto, onde fica o gabinete de Temer.

Abaixo na íntegra a nota da Presidência da República:

“O presidente Michel Temer jamais solicitou pagamentos para obter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha. Não participou e nem autorizou qualquer movimento com o objetivo de evitar delação ou colaboração com a Justiça pelo ex-parlamentar.

O encontro com o empresário Joesley Batista ocorreu no começo de março, no Palácio do Jaburu, mas não houve no diálogo nada que comprometesse a conduta do presidente da República.

O presidente defende ampla e profunda investigação para apurar todas as denúncias veiculadas pela imprensa, com a responsabilização dos eventuais envolvidos em quaisquer ilícitos que venham a ser comprovados.”

Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República

Comentar

%d blogueiros gostam disto: