Salvador
26°
nuvens quebradas
humidity: 69%
wind: 6m/s ESE
H 26 • L 25
Weather from OpenWeatherMap

Militares terão expediente reduzido por falta de dinheiro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou ontem (16), em uma cerimônia realizada no Palácio do Planalto que os problemas de orçamento do Executivo Federal são graves e que a falta de recursos terá como os dos impactos a redução da jornada de serviço dos militares, que passarão a trabalhar durante “meio expediente”.

“O Brasil todo está sem dinheiro. Os ministros estão apavorados. O Exército vai entrar em meio expediente. Não tem comida para dar para o recruta. A situação é grave”, disse o presidente.

Com parte dos recursos contingenciados, o Exército poderá também ser obrigado a dispensar pelo menos 25 mil dos 80 mil recrutas, no início de outubro, antecipando a primeira baixa, prevista para dezembro.

A dispensa dos soldados deverá acontecer em todo o país, tem como consequência o agravamento do quadro de desemprego.

A situação foi discutida na semana passada pelo Alto Comando do Exército em Brasília, com a presença de 16 generais. O presidente Jair Bolsonaro tem sido informado das dificuldades.

A redução do expediente para conter gastos é analisada mas considerada pouco efetiva. Isso porque a economia de um dia parado – R$ 2 milhões – é pequena diante do montante que a Força precisa para pagar  contas.