Digite sua busca

Notícias Notícias em destaque Política

Liberação de saques do FGTS é adiada para a semana que vem

Compartilhar

O anúncio sobre os saques do FGTS foi adiado para a semana que vem. A informação foi dada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Segundo o chefe da pasta, a medida vai ser anunciada juntamente com a liberação do Pis/Pasep. O ministro condicionou o dia exato à disponibilidade de agenda do presidente Jair Bolsonaro e informou ainda que as equipes técnicas do Ministério da Economia trabalham em cima dos ajustes necessários para a execução.

“Os dois serão apresentados conjuntamente, provavelmente entre quarta e quinta, vai depender da agenda do presidente. Será um medida muito importante para as famílias e os trabalhadores e os detalhes técnicos ainda estão sendo ajustados”, disse, sem, no entanto, responder nenhuma pergunta sobre o volume a ser liberado e as condições para a autorização dos saques.

De acordo com o jornal Estado de S. Paulo, o adiamento se deu por conta do impasse sobre a parcela que poderá ser retirada das contas e, ainda, pelo pouco tempo hábil para a Caixa Econômica Federal montar um plano de atendimento aos trabalhadores. Inicialmente, a equipe econômica planejava permitir que os trabalhadores saquem entre 10% e 35% dos recursos das contas ativas do FGTS, dependendo do tamanho do saldo que possuem no fundo.

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X