Salvador
24°
nuvens dispersas
umidade: 78%
vento: 3m/s SL
máx: 25 • mín: 23
Weather from OpenWeatherMap

Apesar de chuva, reservatórios permanecem com volume baixo

Foto: Reprodução/Record TV Itapoan

Apesar das chuvas nesses últimos dias em Salvador e algumas cidades da região metropolitana, o nível da maioria dos reservatórios que abastecem a região permanece com volume baixo. Ao todo, seis reservatórios abastecem a capital e a RMS.

Os dados foram divulgados nesta última quinta-feira (18) pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa).

O meteorologista Heráclio Alves diz que as chuvas que caíram nos últimos dias não foram suficientes para aumentar os níveis dos reservatórios porque é necessário um maior volume de precipitações na região das bacias durante dias seguidos.

Quando considerado o volume útil, que é calculado entre o nível máximo e o nível de captação da água, ou seja, a parcela do volume que pode ser utilizada, os mananciais apresentam atualmente tais percentuais de armazenamento: Pedra do Cavalo (23,92%), Santa Helena (9,83%), Joanes 2 (23,52%), Joanes 1 (89,82%), Ipitanga 1 (22,20%) e Ipitanga 2 (45,93%).

Se comparar ao dia 20 de abril de 2017, quando a Embasa também divulgou balanço com o nível dos reservatórios, a barragem de Pedra do Cavalo teve uma queda no volume de 0,25%. Santa Helena teve queda de 2,19%. Joanes 2 e Joanes 1 tiveram aumento de 14,09% e 19,64%, respectivamente. Os níveis também subiram em Ipitanga 1 (aumento de 0,56%) e Ipitanga 2 (9,19%).

As bacias do Rio Joanes e de Santa Helena são responsáveis por 40% do abastecimento de Salvador. Os outros 60% vem da Pedra do Cavalo, que é a bacia do Rio Paraguaçu, localizada no Recôncavo Baiano.

Comentar

%d blogueiros gostam disto: