Salvador
25°
nuvens quebrados
humidity: 69%
wind: 5m/s ESE
H 25 • L 23
Weather from OpenWeatherMap

Em nota, FBF repudia escolha de árbitro para a final do Nordestão

A divulgação da escala de arbitragem que vai apitar a finalíssima entre Bahia e Sport na próxima quarta-feira (24) na Arena Fonte Nova, gerou polêmica entre os torcedores. O clube ainda não se pronunciou. As fortes declarações dadas pelo presidente Marcelo Sant’Ana logo após a partida na Ilha do Retiro, ao que parece, surtiu efeito.

A Federação Bahiana de Futebol (FBF) se manifestou e lançou uma nota de repúdio sobre os erros de arbitragem na primeira partida. Além de pontuar como “gravíssimo” os dois erros cometidos pelo árbitro da partida, a federação deixou claro que está preocupada com o confronto de volta.

O presidente do órgão, Ednaldo Rodrigues, vai até o Rio de Janeiro na próxima segunda-feira (22) para conversar com o presidente da Comissão de Arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Coronel Marcos Marinho, para tratar sobre a escolha de Francisco Carlos do Nascimento, o “Chicão”.

Na oportunidade, o mandatário da federação da Bahia, vai apresentar a Marcos Marinho, um vídeo com todos os erros graves assinalados pelo árbitro do pronto embate entre Bahia e Sport. A FBF tornou público e a intenção é cobrar medidas preventivas para que não haja nenhum problema na grande final.

Juiz Trapalhão

O ‘juizão’ que vai apitar a próxima partida não traz boas lembranças para o Bahia. Contra o Flamengo, em 2012, o juiz assinalou um pênalti inexistente a favor do time carioca,válido pelo Campeonato Brasileiro daquele ano. A partida terminou 2 a 1 para o Urubu. Já em 2014, outra polêmica. Novamente na Elite, o alagoano protagonizou uma cena curiosa. No jogo contra o Coritiba, na Arena Fonte Nova, o zagueiro Lucas Fonseca derrubou o adversário fora da área e Francisco marcou penalidade. Minutos depois, após uma conversa com o auxiliar, desistiu da primeira decisão e marcou a falta.

Comentar

%d blogueiros gostam disto: