Salvador
27°
nuvens dispersas
umidade: 78%
vento: 7m/s L
Máx 27 • Mín 27
Weather from OpenWeatherMap

Trem atropela multidão na Índia e deixa pelo menos 58 mortos

AGÊNCIA EFE 

Pelo menos 58 pessoas morreram nesta sexta-feira e cerca de 40 ficaram feridas pelo atropelamento de um trem no oeste da Índia, quando centenas de devotos que participavam de uma festividade religiosa perto de uma passagem de nível não perceberam a chegada do comboio.

“Recuperamos até o momento 58 corpos e há cerca de 41 pessoas feridas”, disse à Agência Efe Rajesh Sharma, chefe da administração do distrito de Amritsar, no estado de Punjab, onde ocorreu o acidente por volta das 19h locais (10h30 em Brasília).

Um porta-voz do hospital Guru Nanak Dev de Amritsar, Surinder Kumar Sharma, disse à Efe que sua equipe está fazendo o possível para prestar atendimento aos feridos que estão chegando.

“O número de mortos é muito alto”, afirmou a médica Amita Sonthi do hospital JBMM de Amritsar, que também não soube oferecer um número exato de vítimas.

As pessoas “estavam celebrando muito perto da linha férrea” um dos principais momentos da festividade hindu de Dussehra, na qual os devotos queimam imagens do demônio Ravana e explodem fogos de artifício, explicou à Efe um alto funcionário do Departamento de Ferrovias da Região Norte indiana, que pediu o anonimato.

O funcionário acrescentou que algo aconteceu “e algumas pessoas começaram a correr pela via e não perceberam a chegada do trem, o que provocou o acidente”.

As emissoras locais de televisão mostraram imagens de como alguns devotos celebravam em volta das fogueiras no início da noite perto da passagem de nível quando, de repente, o trem passou pelo local em grande velocidade.

“Estou extremamente triste pelo acidente de trem em Amritsar. A tragédia é dilaceradora. Minhas mais profundas condolências aos familiares dos que perderam seus entes queridos”, afirmou o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, no Twitter.

Por sua vez, o chefe do governo de Punjab, Amarinder Singh, recorreu também a essa rede social para anunciar uma compensação de 500 mil rupias (US$ 6.800) aos familiares dos mortos e atendimento médico gratuito para os feridos.

Na Índia, as tragédias relacionadas com os meios de transporte como trens e ônibus são frequentes.

Em novembro de 2016, em um dos piores acidentes da última década, 146 pessoas morreram depois que um trem descarrilou no norte do país e, em 2010, outras 145 morreram em um acidente similar no leste do país.

A rede ferroviária indiana, com 65 mil quilômetros de vias, é a quarta mais longa do mundo, atrás das de Estados Unidos, Rússia e China, e conta com 1,3 milhão de funcionários e 12.500 trens, que transportam diariamente cerca de 23 milhões de passageiros.

Segundo o último relatório divulgado pelo Escritório Nacional de Registro de Crimes (NCRB, na sigla em inglês) da Índia, em 2015 ocorreram 29.419 acidentes relacionados com a rede ferroviária do país, nos quais morreram 26.066 pessoas.

Além disso, segundo o mesmo relatório, naquele mesmo ano aconteceram 2.669 acidentes relacionados com o cruzamento das linhas de trem, que deixaram 2.650 mortos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *