Salvador
27°
chuva fraca
umidade: 88%
vento: 3m/s SSL
Máx 27 • Mín 26
Weather from OpenWeatherMap

Eventos marcam o Novembro Negro; Confira

Foto: (Fabio Peixoto/Divulgação)

Celebrações do Dia da Consciência Negra, comemorado hoje (20), movimentam a cidade. Exposições, espetáculos, shows e palestras são realizados durante todo o mês. Confira a programação.

Teatro Castro Alves (TCA)

Lazzo homenageia Luiz Melodia

O cantor e compositor Lazzo fará apresentação única, no Teatro Castro Alves, em Salvador, para Luiz Melodia no mês da Consciência Negra. O show vai ser no dia 22 de novembro, a partir das 21h. No show “Lazzo canta Melodia”, o repertório do artista é composto exclusivamente por canções de Melodia, a exemplo de “Juventude Transviada”, “Surra de Chicote”, “Ébano”, “Negro Gato” e outros sucessos.

Quando: 22 de novembro (quinta-feira)
Horário: 21h
Onde: Sala Principal do Teatro Castro Alves
Quanto:
R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia), das filas A a P
R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia), das filas X a Z11
Classificação indicativa: Livre

“Medeia Negra”
A tragédia grega atualizada na voz e no corpo de uma mulher negra. “Medeia Negra” é um grito, épico, lírico e musical. A releitura traz a personagem trágica em um corpo bárbaro, atemporal, negro e sua relação com a versão mais conhecida do mito, do trágico Eurípides. Medeia representa as mães ancestrais que expressam a morte como transformação e reconstrução e não como o fim da vida. Nesta montagem, o mito grego é revisitado pelo processo de descolonização do pensamento patriarcal e, através dele, questiona o condicionamento social que marginaliza, julga e condena corpos considerados inadequados, estrangeiros, estranhos. Medeia Negra é o mais novo espetáculo do grupo Vilavox, primeiro solo da atriz Márcia Limma, com direção de Tânia Farias (Oi Nóis Aqui Traveiz/RS) e dramaturgia de Marcio Marciano (Coletivo de Teatro Alfenim/PB) e Daniel Arcades (Grupo NATA – Núcleo Afrobrasileiro de Teatro de Alagoinhas/BA).

Quando: 2, 3, 4, 9, 10 e 11, às 20h
Quanto: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)
Classificação indicativa: 16 anos

As Tentações de Padre Cícero
Temporada de estreia da nova montagem do grupo Teatro NU, escrita e dirigida por Gil Vicente Tavares. A peça leva para o palco o personagem Cícero Romão Batista, figura singular na religião e política do Nordeste, com participação em importantes e transformadores eventos do cenário político brasileiro, além de sua reverberação no imaginário artístico e cultural do nosso país. Em cena, o ator Marcelo Praddo repete a parceria com o músico Elinaldo Nascimento, que também atuará, e se junta aos talentosos e consagrados atores Lúcio Tranchesi e Denise Correia.

Quando: 23, 24, 25 e 30/11 / 1, 2, 7, 8 e 9/12 / sex e sáb, 20h; dom, 17h e 20h
Quanto: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)
Classificação indicativa: A divulgar

Pedro Morais

No show “As Rosas Não Falam – Uma homenagem a Cartola”, Pedro Morais busca resgatar a irreverência que o sambista mostrava ao interpretar a singularidade da vida cotidiana e amorosa dos morros, expressa nos sambas-canções composto pelo autor e criador da Escola de Samba da Mangueira. Cartola não apenas foi um grande compositor, como também um ótimo intérprete: sua obra conseguia imprimir a marca do cronista dos morros cariocas. Nesta nova formação, Pedro Morais é acompanhado pelos músicos Maurício Azevedo (violão, cavaquinho e flauta), Eduardo Brandão (violão 7 cordas e bandolim), Ilma Nascimento (violoncelo) e Alexandre Lins (percussão).

Quando: 27, às 20h
Quanto: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia)
Classificação indicativa: Livre

Movimento Black Afro Pop 

Show de mistura das vozes inconfundíveis de Cida Martinez (Samba), Aloisio Menezes (Afro- Pop) e Portella Açúcar, verdadeiros representantes da cultura negra da Bahia, com repertório vasto nas músicas mais populares e contagiantes.

Quando: 28, às 20h
Quanto: A divulgar
Classificação indicativa: A divulgar

Teatro Gamboa Nova

Nois vai te pegar – Rajada de Consciência

Grupo de Rap formado por Gabriel Bispo, Julia Marquesa, Dj Maninho, Carlos Rafael e Polly Castro. Teve início em 2017, ocupando o bairro do Engenho Velho de Brotas e aposta no conhecimento e arte como instrumentos para a transformação de um povo.

Quando: 1º a 30/11

Enegrarte – Jorge Cammarano

Através de sua arte, registrar momentos de estranhamento, de seres escravizados, sonhos roubados, da pincelada do avesso. Humanizar a vida, vasculhar o tempo, escutar silêncios e discernir incômodos.

Quando: 1º a 30/11, 16h às 19h (quarta a sábado) 15h às 17h (domingo)
Gratuito

Secretos Universos (ao vivo) – George Christian

Experimentação eletrônica ao vivo do álbum de mesmo título. Cada evento será uma experiência sonorovisual única e irrepetível, em que estarão presentes as projeções sonoras, de George, e visuais da artista plástica Isabela Seifarth.

Quando: 22 e 29/11 (quintas), 19h
Quanto: R$ 20 e R$ 10 (meia)
Classificação: 14 anos

Uma Corda, Vários Sons – Orquestra de Berimbaus Afinados Dainho  

Xequerê 

A proposta do espetáculo da OBA DX é mostrar a riqueza harmônica e melódica dos berimbaus. Enriquecendo a pesquisa, o espetáculo traz poemas negros e uma bailarina especializada, tendo sempre participações especiais.

Quando: 23/11 (sextas), 19h
Quanto: R$ 20 e R$ 10 (meia)
Classificação livre

AfrikaJump – Okwei Odili e banda Aweto

Uma homenagem ao passado e presente histórico da múica negra, com os estilos afrobeat, hip hop, soul, reggae e de raízes africanas, na companhia de músicos convidados e cantores como Vivi Akwaaba, Joh Ras, Teekay Tha Newborn e Fabiana Rasta.

Quando: 24/11 (sábados), 19h
Quanto: R$ 20 e R$ 10 (meia)
Classificação: 16 anos

Africa Echoes – O som da África na Bahia – DNA Urbano

Primeiro álbum da banda, percorre os caminhos da afrodescendência em um trabalho de exaltação à negritude. Ritmos como ijexá, agabi, ilú, samba reggae em fusão com o jazz.

Quando: 25/11 (domingos), 17h
Quanto: R$ 20 e R$ 10 (meia)
Classificação livre

V de Viado – Ubuntu

Com direção de Leno Sacramento, no palco o ato poético de Vagner Jesus dá (re) existência à bixa preta, Victor. A cena é uma celebração à vida e a ancestralidade, suas rotas de luto e luta para ser quem se é, sem medo de sonhar.

Quando: 21 e 28/11 (quartas), 19h
Quanto: R$ 20 e R$ 10 (meia)
Classificação: 15 anos

Filósofxs Negrxs – pensamento e vida 

Alan de Barros, Celeste Costa, Fabrício Brito e Itana Santana, Ítalo Adriano, falam sobre filosofia africana, todxs negrxs da Bahia, com suas pesquisas, vivências e inquietações. A organização conta com a ativista Adeloyá Magnoni.

Quando: 30/11 (sexta) – 18h30
Quanto: pague quanto puder
Classificação: 15 anos

Balé Teatro Castro Alves (BTCA)

O Balé Teatro Castro Alves (BTCA) celebra o Novembro Negro com uma série de atividades que enfatizam a dança afrobrasileira. A programação, totalmente gratuita, incluirá uma aula pública, a estreia da coreografia “Lugar de Preta: Uma Conversa Performática Autobiográfica”, apresentações de “Pacífico” e uma edição especial do projeto “Roda de Diálogos”.

Programação:

“Pacífico” no Circuito Afrobrasileiro do IPAC

Quando: 23 de novembro, às 17h, na Praça das Artes (Pelourinho)

Aula pública de Dança Afrobrasileira Contemporânea

Quando: 21de novembro, das 18h às 20h, na Concha Acústica do TCA

“Lugar de Preta: Uma Conversa Performática Autobiográfica”

Quando: 22 e 23 de novembro, às 20h, no Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA).

“Pacífico”

Quando: 22 de novembro, às 20h, com participação de Gilmar Sampaio, no Museu de Arte Moderna da Bahia
Quando: 23 de novembro, às 20h, com participação de Inaicyra Falcão, no Museu de Arte Moderna da Bahia

Roda de Diálogos – O Bailarino em Pauta
Quando: 28 de novembro, das 18h às 19h30, na Sala do BTCA no Teatro Castro Alves

Uma série de atividades gratuitas estão sendo disponibilizados nos museus administrados pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia. Confira!

Exposição:
A 3ª edição da mostra Coroa de Ouro: Torços e Turbantes, de autoria da cabeleireira afro Negra Jhô. Na exposição, a estilista, conhecida por promover a autoestima e o orgulho pela identidade negra, traz 21 turbantes estilizados, confeccionados pelo Instituto Kimundo.

Serviço
Exposição Coroa de Ouro: Museu Udo Knoff (Pelourinho).
Gratuito.
Abertura: Nesta terça-feira (20), às 18h.
Visitação: terça a sexta, das 10h às 17h; sábado, das 13h às 17h.

Palestras

No Museu Tempostal

Com o tema A Evolução dos Personagens Negros nas Histórias em Quadrinhos, o historiador Sávio Roz participa de um bate-papo no Museu Tempostal, no Pelourinho, hoje, às 14h. Já amanhã, às 14h, o museu fará uma conversa com a socióloga e youtuber Rose Hapuque, sobre a representatividade negra na atualidade.

No museu Udo Knoff

Na quinta-feira, às 14h, acontece, na Praça das Artes do Museu Udo Knoff, o projeto Poemusik: Poesia Musicada, com tema sobre a ancestralidade baiana. Já na sexta-feira, às 15h, o Centro Cultural Solar Ferrão, também no Pelourinho, reabre as três salas que abrigam a Coleção de Arte Africana: com bate-papo com o curador Ademir Ribeiro.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *