Salvador
27°
algumas nuvens
umidade: 74%
vento: 4m/s L
Máx 27 • Mín 26
Weather from OpenWeatherMap

Viva Bem discute os desafios e as soluções para a educação dos filhos

Educar crianças não é uma tarefa fácil. Cada um possui sua própria maneira de educá-las e desenvolve regras de a partir do que aprenderam ser correto. Mas nem tudo que julgamos ser o melhor para elas é, de fato, o mais recomendado. Para falar sobre a árdua e doce tarefa de educar os filhos, o VIVA BEM convidou a psicopedagoga Larissa Machado.

Sabemos que ninguém nasce sabendo, nem sequer os pais. Mensurar as atitudes e abrir espaços para avaliar ações que podem ser corrigidas é muito importante na arte de educar. Segundo a psicopedagoga, para ter uma direção e saber onde deve ser mais rígido ou flexível, os pais e educadores precisam fazer um trabalho conjunto.

É muito importante os pais e a escola estarem atentos a fase da primeira infância. É um período de formação de personalidade, de caráter e de onde as influências deixam marcas definitivas.

Há ainda a luta incansável para impor limites. Importante para o desenvolvimento individual da criança, cabe aos pais saber identificar o momento certo de dizer “sim” e “não”. Contudo, é importante não confundir autoridade com autoritarismo.

Como se constrói limites? Essa é uma pergunta que nos fazemos o tempo inteiro. Eu acredito na educação calcada na autoridade e não no autoritarismo. Quanto menor a criança, mais limite ela precisa ter. Ela não tem capacidade de compreender o que é certo e o que é errado. Então, é importante impor limites sendo consistente.

Não há uma fórmula de como educar, mas o diálogo é sempre a melhor alternativa. Educar dá trabalho, mas não pode tirar o prazer de vivenciar essa doce e tão prazerosa época da vida. Clique aqui e confira o VIVA BEM desta quarta-feira (20).

O VIVA BEM vai ao ar de segunda à sexta-feira, às 16h, na Rádio Sociedade da Bahia. Você também pode participar do nosso programa pelo Facebook e Instagram: @radiosociedadedabahia. Faça a sua pergunta através do telefone (71) 3486 3201 ou pelo WhatsApp (71) 9 9289 2732.

Comentar

%d blogueiros gostam disto: