Salvador
27°
nuvens dispersas
humidity: 74%
wind: 4m/s ESE
H 27 • L 25
Weather from OpenWeatherMap

Centrais de negócios no Brasil necessitam de apoio, vê executivo

Criadas para unir pequenas e médias empresas com o objetivo de enfrentar a dura concorrência das grandes redes comerciais, as chamadas centrais de negócios enfrentam várias dificuldades no Brasil. É o que avaliou, em entrevista ao programa Conexão Sociedade na manhã de hoje (26), o presidente da Federação de Redes Multissetoriais de Negócios (Fernem), Bráulio Soledade. Ele falou sobre algumas delas e enumerou soluções que a entidade vem buscando para resolvê-las.

Na avaliação de Soledade, o principal motivo do problema é a falta de uma legislação que regulamente as centrais nas esferas estadual e federal. O executivo afirmou, no entanto, que o quadro está próximo de ser mudado. “Estamos caminhando aqui na Bahia para um decreto estadual. O governo tem trabalhado para aprovar esse decreto, viabilizar esta operação. Em nível federal, estamos buscando uma ação integrada, com redes de outros segmentos que representam grupos nacionais para um primeiro projeto de lei neste sentido”, revelou.

Ainda de acordo com o executivo, a regulamentação na lei viria não apenas para incentivar o surgimento de novas centrais, mas também de estimular micro, pequenas e médias empresas a sobreviverem melhor no mercado de trabalho. Segundo ele, países com bons índices de qualidade de vida costumam apresentar indicativos favoráveis ao ambiente de negócios, o que facilita ainda mais o surgimento de centrais.

“Quando eu melhoro o ambiente de negócios, melhoro a infraestrutura, a segurança, reduzo burocracias, tenho uma carga tributária mais justa e equilibrada, uma formação de mão de obra adequada, uma formação empresarial, um acesso a crédito equilibrado, comunicação equilibrada. O Brasil precisa passar por isso. É um momento que esperamos há muito tempo”, disse.

Foto: Gênesis Freitas / Rádio Sociedade