Salvador
28°
céu pouco nublado
humidity: 78%
wind: 3m/s NE
H 28 • L 28
Weather from OpenWeatherMap

Filme baiano ‘Jonas e o circo sem lona’ estreia no Uruguai

‘Jonas e o circo sem lona’, longa-metragem baiano da Plano 3 Filmes, estreou neste domingo (29) comercialmente em salas de cinemas de Montevidéu, capital do Uruguai. O filme está sendo exibido de quinta a domingo na Sala B – Auditório Nelly Goitiño, e, na última sexta-feira, teve sala cheia em sessão que contou com a presença da equipe.

Segundo a diretora, Paula Gomes, estrear comercialmente fora do país não tem sido, ao longo dos anos, um feito muito comum para filmes baianos. “Essa estreia representa uma grande conquista para o cinema local e aponta, não só, para o quanto viemos avançando nas últimas décadas, como também para o grande potencial que temos hoje de cruzar fronteiras e internacionalizar a nossa produção”.

O documentário conta a história real de Jonas, que aos 13 anos, tem uma difícil missão: administrar o circo que ele mesmo fundou no quintal de sua casa. Neto de artistas circenses, o garoto tenta manter a paixão da família através do seu circo improvisado, na periferia de Salvador. O dia a dia deste artista-mirim do circo é mostrado no documentário.

O filme também discute a educação no Brasil através do dilema de Jonas. Sem incentivo da escola e dos professores, o garoto quer deixar os estudos de lado para se dedicar totalmente a sua paixão. Mas a mãe não abre mão do futuro do filho e vê nos estudos a grande oportunidade.

O longa estreou em salas de cinema do Brasil no ano passado, com ótima recepção pelo público e crítica, e já percorreu mais de 30 festivais pelo mundo, recebendo 13 prêmios em países como México, Estados Unidos, Espanha e França. Foi também o único representante latino-americano no IDFA – International Documentary Film Festival Amsterdam / First Appearance Competition. No Brasil, ganhou prêmios de Melhor Longa pelo Júri Especial no Festival Panorama de Cinema 2016, Prêmio Destaque do Cine Esquema Novo 2016 e Menção Especial do Júri do Cachoeira Doc 2016.