Digite sua busca

 

 

Bahia Cidades Notícias em destaque

Ameaça de fechamento da unidade da Vale Simões Filho gera protesto de funcionários

A ameaça do fechamento da unidade Vale Maganês, localizada no Loteamento Eucaliptos, em Simões Filho, região metropolitana de Salvador, reuniu dezenas de funcionários nas intermediações do Complexo Bahia, na manhã desta sexta-feira (11).

O protesto que começou por volta das 6h30 contou com a presença de representantes do Sindicato da categoria, colaboradores e ex-colaboradores da mineradora. Entre as reivindicações, a alegação da falta de informações sobre a possível venda da unidade.

Funcionários da Vale Manganês reunidos em protesto contra o fechamento do Complexo Bahia – Simões Filho
Foto: Ouvinte

Afastados das atividades desde o dia 18 de fevereiro deste ano, quando os fornos que abastecem a produção de manganês foram desligados, funcionários temem o desligamento em massa de cerca de 800 pessoas. Segundo o Sindicato, mais de 300 funcionários foram demitidos nos últimos meses.

‘A empresa tem fugido do debate da possível venda, mas existe interesse da planta por parte de outros empresários. É preciso abrir a discussão’, declarou Erivaldo Caborika, diretor do Sindicato dos Metalúrgicos de Simões Filho.

Atualmente, o Complexo Bahia está operando com um quantitativo de 120 funcionários diretos e indiretos, nas atividades de reprocessamento de jigagem [concentração dos minérios], movimentação de cargas, segurança e refeitório.

    
 WhatsApp