Digite sua busca

 

 

Notícias em destaque

Pezão deixa a prisão utilizando tornozeleira eletrônica

Na noite desta quarta-feira (11), o ex-governador do Rio de Janeiro Luiz Fernando Pezão foi liberado da Unidade Prisional da Polícia Militar, em Niterói. Pezão estava preso desde 2018, quando ainda era governador. Ele foi preso durante um desdobramento da Lava Jato, a Operação Boca de Lobo.

A liberdade de Pezão foi decidida na terça-feira (10), pela Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Pezão deverá usar uma tornozeleira eletrônica e será obrigado a ficar em casa entre as 20h e as 6h. O ex-governador está vetado de deixar o estado do Rio sem autorização judicial, impedido de ocupar cargos ou funções públicas e não pode entrar em contato com outros envolvidos nos casos em que é investigado.

Os ministros compreenderam que não existiam motivos para a manutenção da prisão preventiva, entre as quais a possibilidade de ele voltar a delinquir ou de interferir na apuração dos fatos pelas autoridades.

As investigações apontaram que Pezão integrou o núcleo político de uma organização criminosa que, ao longo dos últimos anos, cometeu vários crimes contra a administração pública, como organização criminosa, lavagem de dinheiro e corrupção.

A defesa de Pezão sempre negou participação do ex-governador em ações criminosas.

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X