Salvador
24°
nuvens quebrados
humidity: 73%
wind: 1m/s E
H 24 • L 24
Weather from OpenWeatherMap

Juiz conclui investigação sobre Cristina Kirchner

Foto: Reprodução AFP

Nesta quarta-feira (14), Claudio Bonadio, juiz argentino, deu por concluída a investigação do caso que acusava à ex-presidente Cristina Kirchner por suposta fraude ao Estado através da venda de contratos futuros de dólar pelo Banco Central.

Bonadio já enviou ao promotor a conclusão para que ele decida sobre o julgamento.

Segundo explicou à agência pública de notícias “Télam”, agora Eduardo Taiano deverá decidir se pede que a causa, pela qual também foram indiciados outros ex-funcionários do Executivo de Cristina, passe ou não a debate oral e público.

O processo

Em 29 de novembro, Cristina se apresentou à Justiça para registrar as impressões digitais e realizar outros trâmites da investigação por irregularidades em operações do Banco Central durante seu governo. A passagem pelos tribunais representou o passo prévio para elevar a julgamento oral o expediente, que também afeta 15 acusados.

A investigação aponta que, da diferença entre o preço pactuado e o do mercado da venda de dólares a futuro, foram registradas perdas milionárias para a entidade bancária.

Bonadio ditou essa sentença em maio, assim como o bloqueio de seus bens em 15 milhões de pesos (equivalente a um pouco mais de R$ 3 milhões), ao considerar que nessas operações houve “administração infiel em prejuízo da administração pública”. Ambas as medidas foram apeladas pela ex-presidente e demais envolvidos, mas a Câmara Federal de Buenos Aires as ratificou em 11 de novembro.

Entenda o caso

A ex-presidente argentina Cristina Kirchner é investigada sobre a denuncia que apura se o governo dela favoreceu a concessão de obras públicas a Lázaro Báez, um empresário ligado aos Kirchner detido sob a acusação de enriquecimento ilícito.

Kirchner afirma que o caso é uma perseguição política e pediu uma auditoria das obras públicas.

Comentar

%d blogueiros gostam disto: