Digite sua busca

 

 

Economia Notícias em destaque

Reajuste eleva salário mínimo para R$ 1.045 em fevereiro

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciaram nesta terça-feira (14), o reajuste do salário mínimo de 2020. Anteriormente aprovado em R$ 1.039, o valor saltará para R$ 1.045. O presidente editará uma medida provisória (MP) para oficializar.

Segundo Bolsonaro, a alteração incomum da inflação influenciada pela carne motivou a correção.

“Nós tivemos uma inflação atípica em dezembro, a gente não esperava que fosse tão alta assim, mas foi em virtude, basicamente, da carne, e tínhamos que fazer com que o valor do salário mínimo fosse mantido, então ele passa, via medida provisória, de R$ 1.039 para R$ 1.045, a partir de 1º de fevereiro”, afirmou.

O anunciou foi feito em uma entrevista coletiva em Brasília. O presidente e o ministro já haviam se reunido duas vezes ao longo do dia para debaterem o readequação.

Com o reajuste inicial de 4,1% em relação a 2019, o valor passaria de R$ 998 para R$ 1.039. O valor correspondia à estimativa do mercado financeiro para a inflação de 2019, segundo Índice Nacional do Preços ao Consumidor (INPC), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com o valor do INPC fechando o ano com uma alta superior, de 4,48%, o valor passou a ficar abaixo da inflação. Segundo o ministro, o reajuste evita a repetição de um erro cometido ano passado.

“O presidente já tinha aumentado em R$ 2 em janeiro acima da inflação para pagar justamente um erro cometido no ano passado. A inflação veio um pouco acima também [do esperado] e [o salário mínimo] ficou R$ 2 abaixo no ano inteiro [de 2019]. Para não repetir isso, o presidente falou: ‘Vamos já corrigir a partir de fevereiro'”, afirmou Guedes.

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X