Digite sua busca

 

 

Notícias em destaque Polícia

“A polícia tem que dar um choque de ordem”, diz comandante da PM sobre ação no Engelho Velho da Federação

A Polícia Militar da Bahia iniciou na manhã desta quarta-feira (15), ações preventivas e ostensivas por tempo indeterminado no bairro do Engenho Velho da Federação. Dois dias atrás, um jovem foi achado morto após uma troca de tiros entre grupos ligados ao tráfico de drogas.

A ação é realizada conjuntamente com o Batalhão de Choque, Grupamento Aéreo (Graer) e Esquadrão Águia. Em entrevista ao programa Balanço Geral da Rádio Sociedade, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Anselmo Brandão, afirmou que a situação é atípica devido ao grande número de criminosos soltos devido à pandemia do novo coronavírus.

“Movimentação do crime muito forte, com essas questões que envolvem muita liberação dos presos, que deveriam estar confinados”, declarou o comandante. “Deveriam estar em casa com tornozeleira eletrônica e estão cometendo delitos e buscando territórios que tinha perdido dentro do comércio de drogas”.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, a medida tem como objetivo dar sequência no combate ao tráfico de drogas em regiões que apresentam disputas por território e sucessivos confrontos com forças de segurança. Brandão reforça que a polícia deve reagir ao grupo de criminosos que tem se enfrentando constantemente nos bairros.

“A polícia tem que dar o troco, tem que dar um choque de ordem. Estamos entrando nesse momento para pacificar, mas estamos pensando em manter algumas bases avançadas dentro desses locais”, reforçou Anselmo Brandão.

No início do mês, o Engenho Velho da Federação, juntamente com o Nordeste de Amaralina e a Sussuarana contaram com ações de policiamento por vários dias, após atos criminosos que chegaram a resultar em mortes.

Fotos: Alberto Maraux

    
 WhatsApp