Digite sua busca

 

 

Bahia Notícias Notícias em destaque

Morre terceira vítima do acidente aéreo em Maraú

Foto: Reprodução / Instagram

O ex-piloto de Stock Car, Tuka Rocha, vítima do acidente com o jato executivo que que caiu em Barra Grande, distrito de Maraú, morreu as 6h20, no Hospital Geral do Estado (HGE), na capital baiana. Christiano Chiaradia Alcoba Rocha, 36 anos, conhecido como Tuka Rocha, estava na unidade desde sexta-feira (15), após ser transferido do Hospital Municipal de Salvador. Não há informações sobre o sepultamento dele.

A segunda vítima, Maysa Marque Mussi, de 27 anos, morreu no sábado (16). Ela estava internada no Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador, após ser transferida do Hospital do Subúrbio, onde estava internada desde o dia do acidente.

O acidente, que aconteceu na quinta-feira (14), na pista de pouso de um resort de luxo que está desativado, já havia causado a morte da irmã de Maysa, a jornalista Marcela Brandão Elias, de 37 anos. O corpo dela, que ficou carbonizado, foi levado ao Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Ilhéus. Os peritos aguardam exames solicitados à família da vítima para fazer a identificação oficial por meio da arcada dentária, para, em seguida, liberar o corpo.

O piloto da aeronave, Aires Napoleão, de 66 anos, Fernando Oliveira Silva, de 26 anos, Marcelo Constantino, de 28 anos, neto do Nenê Constantino, fundador da Gol, Marrie Cavelan, de 27 anos, Eduardo Trajano Telles Elias, de 38 anos, que era casado com Marcela Brandão Elias, e o filho do casal, também chamado Eduardo, de 6 anos, estão internados no HGE.

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X