Digite sua busca

 

 

Brasil Notícias em destaque

Bolsonaro diz que ‘tendência é vetar’ fundo eleitoral de R$ 2 bilhões


O presidente Jair Bolsonaro afirmou hoje (19) que, caso encontre uma “brecha”, a “tendência” é vetar no Orçamento de 2020 a previsão de R$ 2 bilhões para financiar campanhas eleitorais. O fundo eleitoral é bancado com dinheiro público e foi criado por lei em 2017, após a proibição de doações de empresas para campanhas políticas.

Na terça-feira, (17), o Congresso aprovou o Orçamento com os R$ 2 bilhões propostos pelo próprio governo para o fundo. O relator do Orçamento, o deputado Domingos Neto (PSD-CE), chegou a defender um valor de R$ 3,8 bilhões, mas escolheu manter o valor sugerido pelo governo.

Bolsonaro ainda disse que só enviou a proposta porque a legislação o obriga a isso, e ressaltou que discorda do uso de recursos públicos para financiar campanhas. “Aquela proposta que foi R$ 2 bilhões é em função de uma lei que tinha, não é que quero isso. Em havendo brecha para vetar, eu vou fazer isso. Porque eu não vejo, com todo respeito, como justos recursos para fazer campanha […] A tendência é vetar, sim”, afirmou.

Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil

    
 WhatsApp