Digite sua busca

 

 

Destaque Entrevistas Notícias Notícias em destaque Pandemia SAÚDE

“A catarata é uma doença sênior. Todos teremos a partir dos 60 anos”, diz especialista

Realizar consulta com oftalmologista pelo menos uma vez ao ano é importante para manter a saúde dos olhos. Isto porque, os cuidados prévios podem são necessários para evitar danos irreversíveis à visão.

Por conta da pandemia, diversas pessoas adiaram consultas e tratamentos por medo de se contaminar com o coronavirus. Além disso, muitos procedimentos precisam ser cancelados durante o período de lockdown, o que acabou afetando o comprometimento de algumas doenças.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 35 milhões de pessoas sofrem algum tipo de problema nas vistas, o que corresponde a 19% da população total. Deste total, cerca de 500 mil pessoas receberam diagnóstico de cegueira.

Em entrevista realizada ao programa Balanço Geral, o oftalmologista Sérgio Bomfim, explicou sobre a importância de procurar o médico pelo menos anualmente, independentemente de ter sintomas ou não.

“O ideal seria que em uma média de um ano o paciente seja avaliado. Porque oftalmologia é uma área da medicina onde o paciente vai ao médico sem muitas vezes precisar estar doente.  A gente pratica muito a medicina preventiva, porque existe muita doença silenciosa, como glaucoma, por exemplo”, alerta.

É importante tomar alguns cuidados básicos no dia-a-dia para evitar tipos de doenças nas vistas, principalmente quem passa muito tempo em aparelhos eletrônicos.

“Um cuidado que podemos ter é que tenhamos um momento de descanso enquanto está na atividade olhando pra tela. É importante parar a cada 20 minutos e olhar por 20 segundos olhando para um lugar distante para não haver nenhum dano na visão no futuro”, disse.

Evitar coçar os olhos contribui para o afinamento da córnea, utilizar óculos de sol para proteger dos raios ultravioletas e higienizar os olhos também são dicas que podem ajudar na prevenção.

Segundo o especialista, o avanço na idade é propício para ocorrer problemas na visão, especialmente para a catarata, que é o envelhecimento do cristalino e, de acordo com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) a doença atinge cerca de 49% da população brasileira.

“A catarata é uma doença senil. Todos teremos a partir dos 60 anos, o que vai diferenciar se a pessoa vai operar logo ou não, é a avaliação do profissional que vai ver se o paciente já está com a visão baixa ou não”, informa.

Em tempo, ele ressalta sobre como funciona o processo de estabilidade do grau para as pessoas que utilizam óculos com frequência.

“Não necessariamente todas as vezes que se faz um exame o grau tem que ser exatamente o mesmo. Estabilidade do grau é uma oscilação pequena de 0,25 a 0,50 graus.. Agora se cada vez que você for ao médico tem uma diferença de 1 a 2 graus, então alguma coisa está errada”, conclui.

Foto: Reprodução

Tags:

Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143