Digite sua busca

 

 

Brasil Economia

“A faixa de isenção do imposto de renda precisa acompanhar a inflação”, diz senador Angelo Coronel

Após a aprovação na câmara, o senado analisará o projeto de lei que modifica as regras do imposto de renda. Nessa nova etapa, o texto poderá passar por mudanças e a ampliação da faixa de isenção para pessoas físicas vem sendo estudada.

Nesta terça-feira (26), a Rádio Sociedade recebeu o Senador Angelo Coronel, relator da reforma do imposto de renda no senado, para saber mais sobre a sua proposta de incluir os contribuintes que ganham até R$ 5 mil por mês na faixa de isenção. Atualmente, o texto sugere que o limite aumente dos atuais R$ 1.903,98 para R$ 2,5 mil.

Na faixa de isenção de 2,5 mil, estariam inclusos 16 milhões de brasileiros. Caso esse limite aumente, Angelo Coronel estima que o número de pessoas saltaria para cerca de 25 milhões.

“Para isso, eu estou estudando qual o impacto que vai causar nos cofres da união, estados e munícipios, porque a receita que faz com que eles invistam em saúde e educação é fruto também desse imposto de renda. Não quero ser irresponsável”, pontuou o senador.

Segundo o parlamentar, sua ideia é que a faixa de isenção acompanhe o índice de inflação, que hoje está em 41%.

“Sobe tudo e a faixa de isenção continua congelada […] os governos municipal, estadual e federal ganham dinheiro com a inflação, então por que não dar a mão amiga para aqueles que têm a faixa de isenção completamente defasadas?”

Até o início de novembro, o relator pretende entregar o parecer à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do senado.

Foto: Reprodução

Tags:

Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143