Digite sua busca

 

 

Notícias em destaque Política Salvador

ACM Neto anuncia investimento de R$ 107 milhões em transporte público

O prefeito de Salvador, ACM Neto, anunciou o investimento de R$ 107 milhões, afim de melhorias no transporte coletivo, evitando o colapso do sistema, que segundo o próprio gestor, vem acontecendo em todo o país devido a pandemia do Covid-19. Segundo ele, o transporte público é um “problema de todo o Brasil, não só de Salvador”, e descarta qualquer possibilidade de aumento na tarifa durante o seu mandato.

“Veio a pandemia e com ela, o caos absoluto no transporte no Brasil inteiro. Isso não só em Salvador, está acontecendo em todas as cidades do Brasil, estamos em época de eleição, não vou tratar de nenhum tema relacionado a isso. Mas vocês estão acompanhando aí o proselitismo, como se pudesse resolver em um passe de mágica. Nossa gestão está colocando [recursos] para o transporte não parar, e espero que os oportunistas de plantão saibam o que isso significa”, disse o gestor municipal da capital baiana em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (27).

Ainda de acordo com o administrador da cidade, não existe possibilidade de reajustar a tarifa do transporte público sem renovar a frota de ônibus.

“Hoje não tem como pagar mais do que se paga por transporte público e o único caminho que eu nunca planejei foi aumentar a tarifa. Está descartado o aumento de tarifa até o dia que eu estiver aqui colocar um centavo a mais na tarifa. A gente sabe que o passageiro não tem como pagar essa conta […] e não abrimos mão da renovação da frota. Ainda este ano daremos o início da renovação da frota e ela vai continuar acontecendo nos primeiros meses do próximo ano”, afirmou..

O atual prefeito ainda comentou sobre a situação da Concessionaria Salvador Norte, que entrou com ação judicial alegando dificuldades financeiras e o município decidiu intervir e assumir os trabalhadores da empresa afim de não paralisar o serviço e preservar os 4 mil empregos gerados pela empresa, já que seus acionistas não propuseram nenhuma medida para tentar resolver o problema e entraram na justiça para tentar entregar a concessão.

“Fizemos a intervenção da CSN porque não tinha outra alternativa. A última coisa que a prefeitura queria se preocupar era em comprar pneu, oléo diesel, abrir garagem. O desejo da prefeitura é que a intervenção possa cessar o quanto antes […] Em relação as outras duas bacias (OT TRANS e PLATAFORMA), se não fosse esse pacote de aporte de recursos, certamente as outras duas quebrariam da mesma forma, nesse caso, a prefeitura iria administrar não só uma, mas três empresas. Não há risco dessas empresas quebrarem”, declarou.

LEIA MAIS:

ACM Neto diz que retorno das aulas será decisivo para a liberação de 100% da frota de ônibus em Salvador

ACM Neto se irrita ao ser questionado sobre aglomeração nos ônibus de Salvador

Ação do MP contra a Prefeitura pede circulação de 100% da frota dos ônibus em Salvador

ACM Neto sobre a retomada de 100% da frota de ônibus: “a pandemia lascou tudo”

MP-BA recomenda retorno total da frota de ônibus em Salvador

Texto: Luan Julião e Elias Pereira.

Foto: Divulgação.

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X