Digite sua busca

 

 

Notícias Notícias em destaque Política

ACM Neto diz que Senador pego com dinheiro na cueca pode ser punido

O líder nacional do Democratas (DEM), ACM Neto, afirmou nesta quinta-feira (15), que o departamento jurídico do partido está analisando o inquérito que investiga o Senador Chico Rodrigues (DEM), acusado de desviar recursos públicos oriundos de emendas parlamentares destinadas ao combate à pandemia do coronavírus. De acordo com Neto, se for comprovado algum crime, sanções disciplinares serão aplicadas ao parlamentar.

“Logo ontem à noite, quando passamos a ter conhecimento nacional do assunto, determinei que o departamento jurídico do Democratas desse início a um acompanhamento […] queremos ter acesso a todos os detalhes deste inquérito. Já houve, portanto, uma provocação formal minha ao departamento jurídico do partido”, disse.

“Caso haja a comprovação do envolvimento do parlamentar em atos ilícitos, nós vamos estabelecer todas as previsões previstas no estatuto partidário”, completou em tom incisivo o presidente nacional do DEM, que também exerce o cargo de Prefeito de Salvador (BA).

A Polícia Federal havia deflagrado ontem (14), uma operação na residência do político em Boa Vista (RR), com objetivo de cumprir os mandados de busca e apreensão. Nesta ação os agentes encontraram R$ 30 mil em dinheiro na casa do senador que exerce a função de vice-líder do governo federal no Senado. O que escandalizou a opinião pública foi o detalhe revelado pela polícia: parte do dinheiro estava escondida na cueca do congressista.

Leia mais: PF apreende cerca de R$ 30 mil dentro da cueca de vice-líder do governo Bolsonaro

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X