Digite sua busca

 

 

Notícias Notícias em destaque

ACM Neto rebate crítica de Maia: ‘que reencontre o equilíbrio e a serenidade’

O presidente Nacional do partido Democratas, ACM Neto, emitiu uma nota oficial nesta segunda-feira (8), para refutar as falas do deputado federal Rodrigo Maia, seu correligionário e ex-presidente da Câmara Federal. Em entrevista ao jornal Valor Econômico, Maia acusou Neto de prejudicar a candidatura do Baleia Rossi (MDB) à presidência da Câmara, e classificou a atitude do líder baiano como “falta de caráter”.

“Mesmo a gente tendo feito o movimento que interessava ao candidato dele no Senado [Rodrigo Pacheco], ele [ACM Neto] entregou a nossa cabeça numa bandeja para o Palácio do Planalto”, disparou Rodrigo Maia.

“Foi um processo muito feio do [ACM] Neto e do [governador de Goiás, Ronaldo] Caiado. Ficar contra é legítimo, falar uma coisa e fazer outra, não. Falta caráter”, completou.

Ao tomar conhecimento dessas afirmações ACM Neto retrucou, em tom incisivo, afirmando que Maia tenta jogar para a liderança da executiva nacional do DEM a derrota na Câmara.

“Infelizmente, o deputado Rodrigo Maia tenta transferir para a presidência do Democratas a responsabilidade pelos erros que ele próprio cometeu durante a condução do processo de eleição da Mesa Diretora da Câmara”, diz um trecho da nota.  

Neto completou:

“A mais grave de todas as falácias de sua narrativa é exatamente a de procurar jogar no colo do Democratas uma conta que não é nossa. Ganhar e perder é próprio da vida e da política e, no entanto, as atitudes de Rodrigo Maia lembram os tristes exemplos de políticos que se recusam a reconhecer derrotas e não querem se desapegar do poder.”

O líder do Democratas alfineta ao desejar que Rodrigo Maia “reencontre o equilíbrio e a serenidade”. Apesar do tom bastante incisivo, Neto declara que não guarda rancor do seu colega de partido.

“Por fim, lamento muito as palavras do deputado Rodrigo Maia e acrescento que não guardo rancor ou ódio de ninguém, porque não me permito ficar refém de sentimentos tão negativos”, disse.

Fontes do Sociedade Online já haviam falado da existência de uma cisão interna no Democratas, bem antes da eleição na Câmara dos Deputados. O principal motivo eram as atitudes do Rodrigo Maia, que muitas vezes agia sem consultar ACM Neto, que é o presidente nacional da legenda. Para estabelecer a ordem e tomar as “rédeas” da sigla, Neto passou a visitar Brasília com mais frequência para conversar com sua base parlamentar.

Leia a íntegra da nota enviada por ACM Neto

Ao invés de escutar quem sempre esteve ao seu lado, e fazer com serenidade e honestidade o exercício da autocrítica, o deputado Rodrigo Maia se encastelou no poder conquistado e, agora, demonstra surpreendente descontrole. A falta de grandeza e a deslealdade causam profundo estranhamento.

A mais grave de todas as falácias de sua narrativa é exatamente a de procurar jogar no colo do Democratas uma conta que não é nossa.

Ganhar e perder é próprio da vida e da política e, no entanto, as atitudes de Rodrigo Maia lembram os tristes exemplos de políticos que se recusam a reconhecer derrotas e não querem se desapegar do poder.

O Democratas é um partido que não tem dono, não somos um cartório. Como presidente, e sem ter um mandato parlamentar neste momento, não posso ser maior que o conjunto da bancada.

Por fim, lamento muito as palavras do deputado Rodrigo Maia e acrescento que não guardo rancor ou ódio de ninguém, porque não me permito ficar refém de sentimentos tão negativos. Diferentemente do que preconizam vozes preconceituosas, ou ingênuas, minha vida pública sempre foi pautada pelo diálogo, pelo entendimento e pelo exercício do equilíbrio entre a razão e a emoção.

Torço muito para que o deputado Rodrigo Maia reencontre o equilíbrio e a serenidade. Rodrigo Maia foi um presidente da Câmara importante para o Brasil e dá pena vê-lo deixar, de forma tão lamentável, a posição de liderança que exerceu.

Antonio Carlos Magalhães Neto
Presidente Nacional do Democratas

Leia também:
ACM Neto descarta possibilidade de ser vice de Bolsonaro em 2022

Novo ministro da educação será indicado por ACM Neto; João Roma é o favorito

ACM Neto é insultado por apoiadores do governo Bolsonaro no Aeroporto de Brasília; confira

Capa: Rogério Alves

Tags:

Leia também