Digite sua busca

 

 

Notícias Notícias em destaque Política

Acusado de ser agressivo com Nise Yamaguchi, Otto Alencar se defende: “Não suportava mais”

O senador Otto Alencar (PSD) se defendeu ao ser acusado por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de ter tratado a médica Nise Yamaguchi com agressividade durante o depoimento na CPI da Covid, ocorrido nesta terça-feira (1º). Ele alegou ter tratado a profissional com respeito e declarou que “não suportava mais ver tantas coisas negadas que foram afirmadas no passado”.

“O que eu quis fazer? Eu quis mostrar que nunca deu certo se levar uma medicação, mesmo velha, antiga, que é o caso da hidroxicloroquina e outras medicações, serem usadas para uma doença nova, desconhecida”, afirmou Otto.

“Não foi para atingi-la. Tratei o tempo todo a doutora Nise Yamaguchi como senhora, vossa senhoria. Claro que cada pessoa tem uma maneira de se dirigir. Se a minha veemência aconteceu, aconteceu porque não suportava mais ver tantas coisas negadas que foram afirmadas no passado (…) O que eu queria dizer e desqualificar é que o Ministério da Saúde, como instituição jurídica, não pode prescrever receitas para 15 milhões de brasileiros. Era o que eu queria mostrar”, completou o senador.

Fotos: Jefferson Rudy/Agência Senado

Tags:

Leia também