Digite sua busca

 

 

Bahia Cidades Entrevistas Notícias Notícias em destaque Salvador

Agosto atinge a terceira posição no número de ocorrências de afogamentos em Salvador

Agosto é um dos mais chuvosos e com ventania, o que contribui para um mar agitado e traiçoeiro. Com isso, o mês chega ao fim atingindo a terceira posição no ranking do número mensal de ocorrências de afogamentos em Salvador, sendo 44 casos. Em janeiro e fevereiro foram 175 e 70 afogamentos respectivamente.

De acordo com dados da Salvamar, o primeiro semestre teve um aumento de 15% no número de acidentes com relação ao ano passado. O número de óbitos dobrou, passando de dois para quatro.

Segundo o operador náutico do Salvamar, Olivaldo Macedo, o principal fator que propicia o aumento de afogamentos é o desconhecimento da área pelos banhistas, principalmente quando há corrente de retorno.

“Na corrente de retorno não tem onda. Para quem não conhece, acha que é o melhor lugar para tomar banho, sendo que é o local mais perigoso, porque dificulta o retorno para a areia. A pessoa acaba nadando contra a corrente e entra em desespero e acaba entrando em condição de afogamento”, disse.

Para evitar os riscos de acidente é importante procurar praias com sinalizações da Salvamar e procurar informações de um salva-vidas para saber qual é o melhor local para banho. Além disso, evitar consumo excessivo de bebidas alcóolicas está entre os cuidados.

 Em tempo, ele ressalta também que, caso alguém presencie um afogamento, não tentar entrar no mar para salvar, pois pode ocasionar mais de uma vítima.

“Uma vítima de afogamento em desespero, ela vai te agarrar, te colocar pra baixo e você pode se tornar uma segunda vítima. Se puder, joga um objeto flutuante como uma boia, prancha ou garrafa pet e chame por socorro. Evite locais que você não conhece”, frisa.

Foto: Reprodução

Tags:

Leia também


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143