Digite sua busca

 

 

Brasil Notícias Notícias em destaque Pandemia SAÚDE

Anvisa autoriza uso emergencial de medicamento para tratamento da Covid-19

A diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, nesta quarta-feira (8), o uso emergencial do medicamento Sotrovimabe para o tratamento da Covid-19 no Brasil. Este é o quinto medicamento aprovado pela Anvisa para tratamento da Covid-19.

O uso é indicado para pessoas com idade acima de 12 anos infectadas pelo coronavírus e que apresentem a doença de forma leve a moderada, ou seja, não serve para os casos graves, como o de pessoas hospitalizadas pela doença e que dependem de suplementação de oxigênio.

O uso em mulheres grávidas e lactantes com Covid-19 deve ser visto com “cautela” e é necessário que tenha indicação médica, conforme informado pelo gerente-geral de Medicamentos e Produtos Biológicos da Anvisa, Gustavo Mendes.

De acordo com Meiruze Freitas, diretora da Anvisa, estudos clínicos de fase 2/3 (em laboratório e em humanos) mostraram que a administração do medicamento tem a função de evitar a evolução grave da doença, consequentemente, diminuindo o número de hospitalizações e mortes.

Os estudos do Sotrovimabe foi realizado com 1.057 voluntários, sendo eles dos Estados Unidos (953), Canadá (52), Espanha (29), Brasil (22) e Peru (1), mas, segundo a Anvisa, são necessários estudos de fase 3, com grupos maiores de pessoas, para uma possível autorização permanente no futuro.

No cenário internacional, a agência reguladora norte-americana (Food and Drug Administration – FDA) e a agência canadense Health Canada já autorizaram o uso emergencial do medicamento.

A Agência Europeia de Medicamentos (European Medicines Agency – EMA) emitiu parecer científico apoiando o uso do Sotrovimabe como uma opção de tratamento para a Covid-19.

Aqueles que tomarem o medicamento e se vacinarem depois, devem ter cuidado. Para a diretora Meiruze Freitas, a falta de dados que mostrem os efeitos da medicação na vacinação contra Covid, pede que pessoas tratadas com a medicação procurem um médico antes de se vacinarem.

“O sotrovimabe é potencialmente eficaz no tratamento contra Covid, contudo alerto, ele não está autorizado para prevenir a Covid. Tem que esperar 90 dias para receber as vacinas contra o SARS-Cov-2, pois não há dados de segurança e eficácia da vacina em pessoas que receberam o anticorpo monoclonal. Ante de se vacinar tem que se avaliado por um médico”, disse Freitas.

Foto: GsK/Divulgação

Tags:

Leia também


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143