Digite sua busca

 

 

ECBAHIA Futebol Notícias Notícias em destaque

Após aprovação por venda do Fazendão, grupo emite nota contrária a forma de pagamento

A maioria dos conselheiros do Bahia aprovaram, em reunião realizada na última segunda-feira (5), a proposta do MRV para a venda do terreno do Fazendão, antigo centro de treinamento do clube. O grupo Mais Bahia, contudo, emitiu uma nota oficial contrário à forma de pagamento.

O parecer foi elaborado à partir da última proposta recebida pelo Tricolor, no valor de R$ 22 milhões. A oferta, apresentada em março desse ano, foi de divisão em 30 parcelas, 18 delas por R$ 488.888,89 cada e 12 de 1.100.000,00. Para que a negociação seja efetivada, é necessária a aprovação pelos sócios na Assembleia Geral, que ainda não tem data marcada para a sua realização.

Confira a nota na íntegra:

“Cabe-nos dizer que os conselheiros do Grupo Mais Bahia votaram, unanimemente, pela reprovação do referido parecer, uma vez que o mesmo não contemplava os aspectos que, de acordo com as nossas diretrizes, julgamos de suma importância numa negociação deste porte

Dois pontos foram fundamentais para a decisão dos conselheiros do grupo:

1 – o clube não apresentou o estudo de avaliação do imóvel com base no potencial construtivo e VGV (Valor Geral de Vendas), como o presidente Guilherme Belintani se comprometeu em reunião do Conselho Deliberativo, sobre o mesmo tema, realizada em 09 de março de 2020, ver página 4 da ata em ( https://www.esporteclubebahia.com.br/wp-content/uploads/2020/12/01-Ata_CD_Extra_09-03-2020.pdf ).

2 – O Parecer do Conselho Fiscal aponta que a proposta apresentada pela incorporadora MRV, no item 2.3, impõe ao Esporte Clube Bahia um risco, que deve ser da MRV.

Vale ressaltar que o Grupo + Bahia, e especialmente seus oito conselheiros, não são contra a venda do Fazendão. Como legítimos representantes dos sócios e defensores dos princípios que norteiam esse grupo, os conselheiros se posicionam absolutamente a favor de que essa venda ocorra com o máximo possível de benefícios para o Clube, que podem vir a ser desde uma maior valorização do imóvel até o estabelecimento de melhores condições para pagamento

Nessa linha de atuação, buscou-se adicionar a modalidade de permuta financeira como uma das formas de pagamento para o negócio, item que foi destacado no decorrer da reunião, mas não foi incluído no parecer final que será levado à Assembleia Geral de Sócios. Sem ter logrado êxito nesse intento, e sem a apresentação por parte da Diretoria Executiva de um estudo mais elaborado sobre potencial de construção na área e de valor geral de venda (VGV), restou a opção do voto pela reprovação do parecer.

Os conselheiros do Mais Bahia, mesmo em número minoritário, seguem com o objetivo maior de fazer valer a voz e força dos sócios e torcedores do Esporte Clube Bahia, sem jamais perder de vista a legalidade, a transparência e a ética, princípios que são nossa fundamental sustentação.

A decisão final sobre a venda de patrimônio do Clube caberá ao sócio, em Assembleia Geral.”

Foto: Google Street View

Tags:

Leia também


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143