Digite sua busca

 

 

Bahia Notícias Notícias em destaque Polícia Programas Rádio Sociedade

Após caso de Wesley Góes, taxa de aceitação a suporte psicológico entre PM’s cresceu

O caso do policial militar Wesley Góes, que sofreu um surto na Barra, em Salvador, e acabou sendo morto durante a ação policial que tentava contê-lo, gerou polêmicas e abriu os olhos da população sobre a necessidade de apoio psicológico aos policiais.

Ao programa Conexão Sociedade, na Rádio Sociedade, o coronel Paulo Coutinho foi questionado sobre os cuidados mentais aos PM’s, por parte da corporação. O entrevistado garantiu que avaliações psicológicas preventivas são realizadas.

“Trata-se de um projeto institucional, com o apoio do governo do estado, onde nós temos feito avaliações psicológicas preventivas, mas sobretudo, uma escuta ativa dessa tropa para dar um suporte na saúde mental e, infelizmente, já vinha sendo feito quando aconteceu o evento [de Wesley Góes], mas sendo implementado de forma mais corrente após aquela situação, até porque houve, por parte do governo do estado, implementação de mais psicólogos na Polícia Militar da Bahia e nós estamos fazendo isso em todo o território baiano, já superando mais de 5 mil atendimentos nesses últimos 3 meses e tem sido sucesso pleno”, disse.

Coutinho ainda informou que o projeto tem tido uma taxa de aceitação em quase 100% após o episódio de Góes. “O mais interessante disso é a aceitabilidade da tropa com relação a essa nossa ação de comando: 98%. Nós fizemos uma pesquisa interna e essa aceitabilidade foi plena, eles entendendo que estão sendo direcionados para uma capacitação, um curso, eles são submetidos a uma avaliação preventiva da instituição, que nada mais é que dar um suporte, se necessário, naquele momento. É como se fosse um acolhimento institucional e um abraço para que ele, que é profissional, que é devotado, que no dia a dia está lutando por uma segurança pública melhor pra todos nós”, finalizou.

Leia mais

Bahia recebe cada vez mais criminosos de outros estados, mas coronel Coutinho garante: “Estamos atentos”
Comandante da PM afirma que “só existe tráfico se existir o consumidor”
“Questões sociais influenciaram”, pontua Paulo Coutinho sobre aumento da violência na pandemia

Tags:

Leia também


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143