Digite sua busca

 

 

Brasil Notícias Notícias em destaque Política

Após prisão, Roberto Jefferson deixa recado recheado de ameaças

Após o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, ser preso preventivamente, nesta sexta-feira (13), por determinação do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes, por suspeita de envolvimento com uma milícia digital que “atua contra a democracia”, o ex-deputado deixou um recado, por meio de áudio, recheado de ameaças para Moraes, chegando até mesmo a citar a esposa do parlamentar, Viviane de Moraes.

Chamando Alexandre de “cachorro do Supremo”, Roberto Jefferson também fala, no áudio, de comunismo e acusa o ministro de “abuso de autoridade”. “Acabei de receber esse mandado do ‘maridão’ de dona ‘Vivi’, o ‘cachorro’ do Supremo, o ‘Xandão’, pior caráter que tem no Supremo. O Supremo é um partido político comunista que tem condições de expedir mandados de prisão e inquéritos que não têm no Ministério Público, inquéritos no vazio. Penso que eles chegaram no limite do limite, do limite, da inconstitucionalidade, da agressão à ordem jurídica nacional. Foi assim na Venezuela, nós estamos vendo repetido no Brasil, os conservadores sendo presos por um tribunal corrupto, que é o Supremo, é um orcrim, uma organização criminosa para servir aos interesses dos comunistas e para praticar abuso de autoridade, constrangimento ilegal, as pessoas que creem e militam democraticamente em favor da liberdade, da vida, Deus, pátria, família”, acusa o ex-deputado.

O ex-deputado ainda ameaça Moraes: “Eu já falei para o ‘Xandão’ uma vez e vou repetir, buraco comigo é mais embaixo, eu sei que você é metido a valente, a nossa conta, daqui para frente, é pessoal, não tem saída, você está perseguindo pessoalmente a mim, pessoalmente ao PTB, está usando a função de ministro para fazer perseguição pessoal. O que é pessoal, pessoalmente se resolve, e a vida vai nos colocar frente a frente, para que pessoalmente nós possamos resolver esse problema, se Deus quiser”.

“Nós vamos resistir, ‘Xandão’, a você e aos que te sucederem. Nós não vamos permitir que vocês governem o Brasil por despachos. Quem faz despacho é pai de santo, sei que tem muito pai de santo no Supremo e, normalmente, pai de santo ‘arreia o pombo’, é gay, e tem aí uns ministros gays, como a gente tem notoriamente notícias deles, aí tem os ministros de ‘rabo preso’ e os de ‘rabo solto’. Nós vamos nos enfrentar (…) Deus, pátria, família, vida e liberdade”, finaliza o Roberto Jefferson.

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Tags:

Leia também


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143