Digite sua busca

 

 

Brasil Economia Notícias Notícias em destaque Pandemia Política

Auxílio emergencial pode ser prorrogado após mês de outubro se pandemia continuar em alta, diz Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou nesta sexta-feira (25) que o auxílio emergencial pode ser prorrogado depois de outubro, caso a pandemia permaneça fora de controle. Em audiência na Comissão Temporária da Covid no Senado, ele ainda esclareceu que “quem dirige o auxílio emergencial não é a economia, nem sequer a política. Quem dirige o auxílio emergencial é a pandemia”.

“Se a pandemia continuasse fora de controle em setembro, outubro, novembro vamos ter que renovar o auxílio emergencial. Mas não é a expectativa no momento. Nas palavras do ministro Queiroga [Saúde], estaríamos num ambiente de controle da pandemia”, explicou. Guedes voltou a garantir que o benefício será estendido por mais três meses, ou seja, até outubro, que, segundo ele, é o “mês que todos os governadores dizem que terão vacinado toda a população adulta brasileira”.

A ideia é manter os beneficiados e os valores das parcelas. Hoje, o benefício varia de R$ 150 a R$ 375 por mês, de acordo com a composição familiar.

As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Foto: Edu Andrade/Ascom ME

Tags:

Leia também


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143