Digite sua busca

 

 

Bahia Cidades Notícias em destaque

Bahia lidera produção de caprinos e ovinos; especialista destaca importância do mercado

O estado baiano ocupa o 1º lugar no ranking da produção nacional de caprinos e a segunda de ovinos, sendo que 90% dessa produção advém da agricultura familiar. 

A caprino-ovinocultura tem um papel importante para o desenvolvimento rural da Bahia, contribuindo diretamente na geração de emprego e renda de milhares de agricultores.

O grande potencial econômico e as mudanças nos hábitos de consumo tendem ampliar também, o espaço para os produtos da caprinocultura de corte, que se destaca pela maciez, suculência e qualidade nutritiva de sua carne, além da produção de leite e seus derivados e o incremento do setor industrial no segmento de calçados e vestuários.

Na manhã desta segunda-feira (27), a Rádio Sociedade entrevistou o presidente da Organização de Cooperativas e Produtores Rurais da Agricultura Familiar -Frigbahia, Wanderley Gomes, para falar sobre a produção de carnes de ovelhas e cabras no estado.

Embora a cooperativa tenha iniciado suas atividades na Bahia em 2010, apenas no ano de 2015 a “Frigbahia surge com um olhar mais profissional, mais empreendedor e é constituída com um foco mais no mercado”, contou o presidente.

Na ocasião, destacou a importância da organização para a cadeia produtiva, a logística dos produtos e as estratégias adotadas pela cooperativa.

“Eu acredito muito no desenvolvimento da economia através das indústrias, então aonde tem indústria, a tendência é que aquela região, aquele município se desenvolva. No caso dos ovinos, nós temos poucas indústrias ainda para o tamanho da oferta de caprinos e ovinos, porque nós estamos no estado que é o maior produtor de caprinos e ovinos do Brasil. Pra superar este gargalo da indústria e do sistema produtivo, nós estamos buscando nos territórios do estado da Bahia e nossa Bahia é dividida em 27 territórios de identidade, parceiros, as cooperativas de produtores, agricultores familiares que produzem os caprinos e ovinos. As cooperativas organizam a produção, do seu território, da sua região e aí facilita a logística, além da assistência técnica“, disse.

De acordo com Wanderley, a Bahia possui poucas indústrias para atender a demanda de produção deste segmento, uma vez que o território baiano é o maior produtor de caprinos e ovinos do país.

Além da baixa oferta de indústrias do setor, a cultura de criação de cordeiros no estado ainda é realizada de forma artesanal, o que dificulta a comercialização e o acesso dos produtos às grandes redes do comércio.

Durante a entrevista, Gomes falou do desafio de difundir a cultura da produção de caprinos e ovinos e de aumentar o consumo da carne destes animais, que ainda é muito baixo entre os brasileiros. Cerca de 3% da população brasileira consomem a proteína, que é considerado um dos cortes com menor taxa de gordura.

 Foto: Ascom | SDR


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143