Digite sua busca

 

 

Bahia Brasil Cidades Justiça Notícias em destaque Polícia Rádio Sociedade

Baiana é uma das vítimas fatais de atentado na França

A França foi alvo de mais um atentando nesta quinta-feira (29). Um homem de 21 anos invadiu a catedral de Notre-Dame, em Nice, região sul do país e golpeou a facadas três pessoas. Entre as vítimas, a brasileira Simone Barreto Silva, de 44 anos, natural de Salvador.

De acordo com uma familiar de Simone, a brasileira passou na basílica antes de ir ao trabalho e após ser atingida, buscou abrigo no restaurante l’Unik, localizado no entorno da Catedral, onde recebeu os primeiros socorros e permaneceu por cerca de 1h30, até vim a óbito.

“Ela atravessou a rua, toda ensanguentada, e foram meu irmão e um dos nossos funcionários que a resgataram, a colocaram no interior do restaurante, sem entender nada, e ela dizia que havia um homem armado dentro da igreja”, declarou o proprietário do l’Unik, Brahim Jelloule, que prestou os primeiros socorros à Simone, à TV France Info.

Nas redes sociais, o presidente da república, Jair Bolsonaro, o governador do estado, Rui Costa e o prefeito de Salvador, ACM Neto, lamentaram a morte da baiana e prestaram condolências aos familiares da vítima.

“Fica a nossa imensa consternação diante desse crime bárbaro, condenado por todos os líderes mundiais, com os quais nos uniremos agora, na certeza de que o bom senso, a razão e a lucidez irão subjugar a irracionalidade, o fanatismo e a intolerância religiosa”, declarou ACM Neto.

Ainda segundo o prefeito, Simone merece todas as homenagens dos brasileiros porque soube disseminar, com coragem, com alegria e com amor, de forma visceral, a cultura baiana na Ala Mulheres na Resistência da Lavagem da Madeleine, na França.

Triste e indignado. Atentado terrorista na França matou Simone Barreto, baiana de Salvador. Ataque covarde contra a liberdade. Que Deus conforte familiares e amigos de Simone e das outras vítimas deste crime bárbaro. Solidariedade à França e ao mundo que defende o amor e a paz, desabafou o governador.

Em nota enviada pelo Itamaraty, o presidente prestou sua solidariedade aos familiares e amigos de Simone, bem como aos das demais vítimas e ao povo e governo franceses.

Simone Barreto que nasceu no bairro do Lobato, subúrbio ferroviário da capital baiana, já morava na França há 30 anos, trabalhava como cozinheira e cuidadora de idosos e deixou três filhos.

Foto: Reprodução|Facebook

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X