Digite sua busca

 

 

Brasil Notícias em destaque

Bolsonaro diz que auxílio não pode durar muito tempo por conta do endividamento do país

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que o auxílio-emergencial custa R$ 50 bilhões ao país e não pode ser mantido por muito tempo, por conta do endividamento causado ao país.

“Sei que os R$ 600 são pouco para quem recebe, mas é muito para o Brasil. Dá R$ 50 bilhões por mês. Tem que ter responsabilidade para usar a caneta “BIC”. Não dá pra ficar muito tempo mais com esse auxílio porque o endividamento é monstruoso”, afirmou o mandatário.

O auxílio-emergencial de R$ 600, foi concedido pelo governo federal como forma de minimizar o impacto das quarentenas no Brasil. Após cinco parcelas de pagamentos, o valor foi reduzido para R$ 300 até o final do ano.

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

    
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sociedade Play
X