Digite sua busca

 

 

Brasil Destaque Notícias Notícias em destaque Pandemia Política

Bolsonaro sugere acionar militares para campanha de vacinação no Brasil

O presidente Jair Messias Bolsonaro, contou nesta segunda-feira (22), que vai recorrer ao Ministério da Defesa para tentar potencializar a campanha de vacinação no Brasil.

Em conversa com apoiadores, Bolsonaro não entrou em detalhes se a demanda foi solicitada pelo Ministério da Saúde. A ideia faz parte no novo posicionamento do presidente em favor dos imunizantes.

“Vou levar hoje à Defesa a possibilidade de os batalhões nossos ajudarem na vacinação”, disse o presidente à saída do Palácio da Alvorada. Afirmou, depois, que o Brasil poderá “daqui a alguns meses” vender vacinas. A proposta já havia sido mencionada antes por Bolsonaro. “Hoje, só lá embaixo na Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) são 5 milhões (de doses da vacina produzidas) por semana. Já começamos a produção”, destacou.

Ao retornar para a Alvorada, residência oficial do presidente, Bolsonaro fez um questionamento para eleitores sobre os resultados das medidas restritivas no país:

 “Querem que eu decrete o lockdown nacional. O que vocês acham disso?”. “Se [pelo menos] estivesse dando certo, né? O ano todinho fechado. É para continuar até quando?” respondeu Bolsonaro. “

Logo após, o presidente colocou em prática a estratégia definida pela Secretaria Especial de Comunicação (Secom), que busca dissipar a imagem de negacionista.

“Nós reconhecemos o vírus, que tem de ser combatido. Fazemos o possível. Somos um dos países que mais vacinam no mundo”, insistiu, repetindo o que havia dito mais cedo.

Foto: Reprodução