Digite sua busca

 

 

Sem categoria

Bons números: Agronegócio representa 33% da economia na Bahia, diz secretário

Importante setor da economia, a agricultura vem criando boas expectativas nesta temporada, na Bahia. Grande filão do segmento, a colheita de algodão, iniciada no dia 28 de maio, recebeu uma “classificação premium”, pelo Centro de Análise de Fibras da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), localizada em Luís Eduardo Magalhães, oeste do estado.

De acordo com o secretário estadual da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura da Bahia (Seagri), João Carlos Oliveira, a divisão apresenta bons números no território baiano, no que se refere à geração de empregos.

“Na Bahia, o agronegócio representa 24% do Produto Interno Bruto (PIB). Cerca de 36% da mão de obra no estado é oriunda da agricultura. Além de ser importante para economia, tem uma importância muito grande no contexto de importação”, revela, em entrevista ao Sociedade Urgente, da Rádio Sociedade, na manhã desta terça-feira (6).

Avaliando o desempenho do setor durante a pandemia de Covid-19, o gestor considera que o agronegócio pode ser considerado como um sustentáculo da economia em meio ao período marcado por grandes crises em outros setores. “A pandemia na cidade tem um efeito mais devastador. Na zona rural, o cenário demonstrou um grande aumento no consumo de alimentos, como ovo, leite, e, principalmente carne frango, nos últimos dois meses causado pelo isolamento domiciliar”, explica.  

Redução no ICMS do milho

 Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação, o (ICMS) também foi assunto durante a entrevista. Questionado sobre a baixa produção de ovos de quintal no estado, o secretário citou o aumento na cotação de insumos, como a soja, para justificar a escassez na produção e revelou o estudo para abaixar o preço do imposto nos próximos dias.

“O aumento da soja no mercado internacional, que dobrou nos últimos dois meses, impactou no preço da ração, que era R$ 100, chegou a R$ 160. O governador, Rui Costa, em uma reunião há cerca de 15 dias atrás, com gestores do oeste baiano, abordou a questão do milho. Ele solicitou um estudo, e, nos deve anunciar a redução no ICMS do milho, algo que vai ajudar os produtores da região”, conta.

Pesca na Bahia

Revelando conversas com o presidente da Bahia Pesca, Marcelo Oliveira, o secretário da Seagri, contou que a Bahia deve receber novos incentivos do estado, visando ampliar o seu mercado da pesca, com a inserção de novas espécies de peixes, como o pirarucu, e o pintado, a partir de setembro, quando termina o inverno.

Foto: Tomaz Gonzaga / Agência Brasil

Tags:

Leia também


Notice: Undefined index: bg_img_color in /home/rdsoncom/public_html/wp-content/plugins/convertplug/modules/info_bar/functions/functions.php on line 143