Digite sua busca

 

 

Brasil Política Trânsito

Caminhoneiros convocam paralisação nesta segunda-feira

Os caminhoneiros vêm planejando uma nova paralisação, com início a partir desta segunda-feira, 1º. Ainda não se tem certeza se ela de fato vai ocorrer, ou se será mais ou menos duradoura que a de 2018. Entre as reivindicações da categoria estão a melhora das condições de trabalho e o marco regulatório do transporte marítimo (BR do Mar). Além disso, se manifestam contra o aumento do preço do combustível.

Em dezembro do ano passado, a categoria votou pela greve durante uma assembleia geral extraordinária do Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC). A abrangência da paralisação é desconhecida, uma vez que a entidade tem mais de 40 mil caminhoneiros de todos os estados.

A orientação, segundo o presidente do CNTRC, Plínio Dias, é que os caminhoneiros não interditem totalmente as pistas e que ônibus, caminhões com insumos hospitalares e carga viva tenham livre passagem. Ele afirma ainda que a duração da mobilização vai depender de um acordo com o governo.

Durante o governo do ex-presidente Michel Temer, em 2018, a paralisação de 10 dias afetou todo o sistema de distribuição, e consequentemente, a economia em todo o país. Em alguns lugares, chegou a afetar as aulas em escolas e universidades.

O presidente Jair Bolsonaro, na semana passada, fez um apelo aos motoristas para que adiassem a greve. Ele afirmou que o governo está estudando maneiras de reduzir o PIS/Cofins e o preço do diesel, mas salientou que não será uma tarefa fácil.

Foto: Reprodução / Redes Sociais

Tags:

Leia também